Versão brasileira da série italiana estreia em grande estilo

A editora Mythos lançou mais uma publicação do ranger mais famoso no mundo inteiro. Trata-se de Maxi Tex, uma série italiana que até então tinhas suas histórias publicadas nas páginas de Tex Platinum. Nessa primeira edição temos duas histórias. A primeira tem o título de Os sete alucinados e foi publicada originalmente na Maxi Tex italiana, número 23, em outubro de 2018. Com texto de Gianfranco Manfredi e desenhos de Alessandro Nespolino, nessa primeira aventura Tex Willer e Kit Carson, ao cavalgarem pelas margens do Deserto de Mohave, encontram o corpo de um homem que foi pregado numa árvore. O distintivo da agência Pinkerton, preso à camisa do cadáver dá uma ideia da identidade da vítima.

Tex logo conclui que aquele assassinato não foi executado pelos índios. O ato de expor o corpo pregado demonstra o interesse em passar uma mensagem aos que cavalgassem por aquela região.

Após improvisar um enterro, os dois rangers decidem seguir a pista dos malfeitores.

Durante a perseguição, nossos caubóis encontram Tuma, um jovem índio da tribo Mohave, que busca vingança pelas duas irmãs que foram raptadas por alguém que ele classifica como membro de um grupo de monstros.

Maelstrom, o vilão da primeira história

Os monstros citados pelo jovem Tuma são sete criminosos, fugitivos de uma penitenciária psiquiátrica. Cada um tem tatuado na testa um símbolo referente ao seu tipo de personalidade, à sua habilidade para matar. Escondidos numa mina esgotada no meio do Deserto de Mohave. A mina é conhecida como Coliseu, por causa do seu formato similar às arquibancadas do famoso ponto turístico italiano. É lá que eles mantêm as duas irmãs de Tuma cativas.

A grande questão a ser respondida nessa história é: até que ponto esses fugitivos são mesmo loucos?

Os mistérios vão se esclarecendo no desenrolar da trama. O roteiro é muito bem amarrado, os desenhos são muito bonitos e eficientes. As cenas de ação são de tirar o fôlego. A leitura flui como se assistíssemos a um belo filme de faroeste. Essa primeira aventura é composta por 219 páginas de boa diversão.

Confronto em Stonewell

A segunda história tem texto de Tito Faraci e desenhos de Y. Ginosatis, e tem o título de Confronto em Stonewell. Os desenhos são visivelmente mais carregados que os da história anterior, com maior foco nos detalhes, mas são tão eficientes quanto.

A aventura começa com um homem fugindo pelas florestas do Montana com os pulsos amarrados. Logo descobrimos que se trata de Ted Malvin e que ele está fugindo de Tex Willer.

Após alcançar o fugitivo e resolver o impasse com uma bela surra, o ranger – agora acompanhado de Kit Carson – leva o prisioneiro até a estação ferroviária de Stonewell, para que possam despachá-lo com um grupo de soldados que chegará no próximo trem.

Sommer é um funcionário da estação de Stonewell e está em seu último dia de trabalho, antes de iniciar seu período de aposentadoria.

O bando de Ted dá um jeito de impedir a chegada do trem e cerca a estação para tentar libertá-lo. Tex insiste em levar o prisioneiro à justiça e Sommer terá um importante papel no desenrolar dessa história. Outra aventura de faroeste muito bem contada.

Pontos negativos

A encadernação de folhas soltas barateia o custo, mas deixa a edição mito mais frágil. Seria muito interessante se a encadernação fosse costurada, mas entendo que isso aumentaria o preço de capa.

Edição mais que recomendada para quem gosta de uma boa história de faroeste.

Editora: Mythos

Preço: 29,90

Páginas: 340

Onde comprar: Compre pelo nosso link da Amazon e ajude a manter o site.

 

José Fagner Alves Santos

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.