Músicos de Peruíbe 1: Brother canta “Banana”, em 1996

Bananaaaaa! Bananaaaa! Bananaaaa!

Uma das letras mais irreverentes e animadas da história da música produzida por artistas de Peruíbe com certeza é a Música “Banana”, composta e interpretada por Brother, em 1996.

Ela faz parte do CD antológico “Músicos de Peruíbe”, que reuniu treze canções autorais de artistas da cidade.

Na canção, chama a atenção logo no início o vocal de apoio feminino bem afinado, que invoca  “Brother’ para cantar, que chega com a voz rouca e a letra divertida.

O backing vocal acompanha toda a canção com um “tchu”, “tchu” “aaaa”, gostoso de ouvir. Há uma linha de baixo bem definida, um piano que vai marcando toda a música e também um solo de guitarra que se alterna com um outro feito por um instrumento de sopro. Todos muito bem encaixados. As partes da música são ligadas por uma esperta  virada de bateria que não deixa o ritmo cair.

Confira a letra:

“Banana”

Eu estava voando de barco e de repente o pneu furou

As laranjas caíram no chão e banana não tem caroço.

Banana, banana, banana.

Eu estava remando um trem e de repente o farol fechou

Pulei de paraquedas de cima de um pé de alface

Banana, banana, banana

Eu estava surfando de skate, com a lanterna traseira quebrada

Liguei o chuveiro lá em casa e saiu este som da pesada

Banana, banana, banana

Em pleno auto-mar eu estava de carro com a vela esticada

Acendi Peruíbe e virei o nativo lá da praia

Banana, banana, banana.

Banana não tem caroço – My baby

Banana não tem caroço –  Oh Yeah

Banana não tem caroço – My Brother

Banana não tem caroço – Oh …

Batman, Batman, Batman…

(Brother)

Ouça a música:

Resenha e Pesquisa: Márcio Ribeiro

Próxima música: Os olhos e o mar, de Walker

Contato: [email protected]

Márcio Ribeiro

Sou Jornalista, Guia de Turismo, Monitor Ambiental, Técnico em Lazer e Recreação e Guia de Birdwatching. Sou um caiçara com orgulho das matas da Juréia. Trabalhei na Rádio Planeta FM, sou um dos fundadores do Jornal Bem-Te-Vi e participei de uma reunião de criação do Jornal do Caraguava. Fiz estágio na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Peruíbe e no Jornal Expresso Popular, do Grupo "A Tribuna", de Santos, afiliada Globo. Fui Diretor de Imprensa na Associação dos Estudantes de Peruíbe - AEP. Trabalhei também em outras áreas. Atualmente, escrevo para O Garoçá, Editoria Livre e para a Revista Editoria Livre.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.