Fotos: Prefeitura joga entulho e jogar futebol no campo do bairro ficou impossível

Bloquetes, lixo, entulho, pedaço de ferro e outras tranqueiras. Estes são alguns dos materiais que a prefeitura jogou dentro do campinho do Recreio Santista, prejudicando a utilização do espaço.

As condições que já não eram boas, pois quando chove o local fica cheio de lama e quando o tempo é bom o mato fica alto, pioraram.

De acordo com o Nego Jirau, presidente do Imperatriz F.C. ,eram os jogadores do time e amigos que realizavam a roçada, capinação e manutenção com recursos próprios, já que qualquer ação da prefeitura demora demais. O presidente do time disse que teve que adiar os planos que tinha para o local: “Eu queria montar uma escolinha de base do Imperatriz, coisa que já estava bem encaminhada. Já consegui equipamentos e apoio, mas como vou fazer isso em um campo sem condição? A gente brincava lá todo dia e agora nem isso dá mais pra fazer”, falou.

Veja as fotos do campinho:

A reportagem procurou a Prefeitura de Peruíbe e foi informada que dentro de 30 dias os trabalhos de roçada e capinação serão executados no local. Quanto ao entulho, a prefeitura informou, por meio da assessoria de imprensa, que a solicitação do serviço foi encaminhada para a regional do Vila Erminda e que as providências serão tomadas para a solução imediata do problema.

A reportagem constatou que desde quarta-feira equipes já estão trabalhando no local.

Reportagem e Texto: Márcio Ribeiro

Fotos: Márcio Ribeiro

[email protected]

MTB 0078407

Sobre o autor

 | Website

Sou Jornalista, Técnico em Turismo, Monitor Ambiental, Técnico em Lazer e Recreação e observador de pássaros. Sou membro da Academia Peruibense de Letras e caiçara com orgulho das matas da Juréia. Trabalhei na Rádio Planeta FM, sou fundador do Jornal Bem-Te-Vi e participei de uma reunião de criação do Jornal do Caraguava. Fiz estágio na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Peruíbe e no Jornal Expresso Popular, do Grupo "A Tribuna", de Santos, afiliada Globo. Fui Diretor de Imprensa na Associação dos Estudantes de Peruíbe - AEP. Trabalhei também em outras áreas. Atualmente, escrevo para "O Garoçá / Editoria Livre" e para a "Revista Editoria Livre."


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações