Recebi do meu amigo Eddie Silva o desafio de gravar em áudio uma de suas crônicas. A princípio aceitei a proposta como uma grande brincadeira. Afinal, faz muito tempo que não produzo nada em formato áudio e nunca fui muito bom em locução. No entanto, achei que o resultado seria motivo de boas risadas. E até que foi, ao menos para mim. Mas percebi ali um potencial que vem sendo desperdiçado. É claro que a minha locução é muito ruim, é evidente que a minha dicção está cheia de falhas, mas o que acontece se eu começar a praticar? O que acontece se eu atingir um nível aceitável?

Fiquei pensando seriamente nisso. O conteúdo em áudio atinge um número muito maior de pessoas do que aquele produzido apenas em texto. Talvez fosse possível atingir mais pessoas, talvez fosse possível aumentar a audiência deste pequeno blog. Com essa ideia na cabeça, resolvi propor a mim mesma a publicação de um conteúdo em áudio toda semana. A princípio o resultado não será dos melhores, eu sei. Mas como eu já disse, a prática constante pode ajudar.

Compartilho aqui o resultado desse primeiro exercício. Será possível acompanhar a minha evolução – ou a falta dela – a cada novo passo dado. O texto gravado é uma crônica intitulada Só mate o que for comer, do próprio Eddie. Lembro aqui que a Mariana Mascarenhas já vem, há algum tempo, produzindo conteúdo em áudio e mesclando com os textos. Vale a pena conferir. Agora é a minha vez de tentar.

Ouçam o resultado aqui embaixo e deixe nos comentários suas impressões. Essa primeira gravação está realmente sofrível, estou ciente disso, mas acredito poder melhorar com o tempo. Se até agosto a qualidade não tiver melhorado, eu desistirei desse projeto. Caso as gravações atinjam um nível aceitável, começarei a produzir um podcast jornalístico com meia hora de duração, que será publicado às sextas-feiras.

Toda segunda feira, ao meio dia, um áudio novo. Os textos sobre literatura serão publicados, doravante, na sexta feira ao meio dia.

Vamos torcer para que a experiência funcione.

 

José Fagner Alves Santos

 

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.