Foto Mariana Mascarenhas

Já imaginou assistir a um documentário em tempo real, em que os participantes e as ambientações te transportam para o universo ali retratado? Pois é justamente essa a sensação proporcionada pelo musical 70? Década do Divino Maravilhoso. Diferenciando-se de outros espetáculos do gênero, a peça foi montada em formato de documentário musical para trazer ao público os principais acontecimentos da década de 70 nos aspectos político, econômico, artístico e, principalmente, musical.

Para ilustrar tal período em sua completude, o espetáculo conta com vários telões inseridos nas laterais do palco, com diversas exibições de fotografias e vídeos dos acontecimentos da época, ano a ano, de 1970 a 1979, em ordem cronológica. Em paralelo, o palco conta com um grande painel de LED, que também exibe vários cenários da década, intercalados com o trabalho de 27 cantores, atores e bailarinos que – ao som de uma orquestra com mais de 10 músicos, ao vivo – transformam o palco numa verdadeira discoteca.

A cenografia e os figurinos também auxiliam na inserção da plateia numa era tão rica culturalmente, sem contar o trabalho vocal e corporal dos atores que chega a arrepiar. Todo o elenco revela um talento incrível com vozes afinadas ovacionadas pelo público. Em diversos momentos os atores cantam e dançam entre os espectadores empolgando-os ainda mais. E são vários os números que arrancam aplausos e assobios desse mesmo público, ao som de sucessos nacionais e internacionais como os de John Lennon, Freddie Mercury, Donna Summer, Chico Buarque, Maísa, Elis Regina, entre muitos outros…

E, como não poderia faltar, o musical conta com a participação de alguns ícones musicais da época como Baby do Brasil e as Frenéticas Dhu Moraes, Leiloca Neves e Sandra Pêra, que dão ainda mais vivacidade à peça com toda sua energia e brilhantismo. O espetáculo conta com momentos memoráveis, como na entoação de Bohemian Rapshody, do Queen, cujo clipe tem algumas partes reproduzidas com perfeição pelo elenco num jogo de luzes e cenários que arrancam gritos empolgados do público.

Dirigido por Frederico Reder e escrito por Marcos Nauer, a peça certamente é resultado de um intenso trabalho de pesquisa que traz os anos 70 em sua completude de forma emocionante, não apenas para quem tem a oportunidade de reviver tal época, mas também para aqueles que não a conheceram e podem se encantar com ela.

70? Década do Divino Maravilhoso é a segunda parte de uma quadrilogia de peças que pretende fazer, em formato de documentário musical, uma retrospectiva dos anos 60 aos 90. Nos anos de 2016 e 2017, o grupo esteve em cartaz com a peça 60! Década de Arromba, que contou com a participação de Wanderléa à frente do espetáculo. O musical sobre os anos 80 e 90 serão lançados em breve. A peça tem apoio do Grupo Itapemirim.

Serviço:

70? Década do Divino Maravilhoso

Onde: Theatro NET (Shopping Vila Olímpia): Rua Olimpíadas, 360, Itaim Bibi, São Paulo (SP). Bilheteria: segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingos e feriados das 12h às 20h.

Quando: quintas e sextas às 20h30, sábados às 17h e às 21h e domingos às 17h.

Quanto: R$ 75 a R$ 200 (inteira)

Até 30 de junho de 2019

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.