Uma das consequências mais curiosas de termos ferramentas para o registro de sons e imagens é a autoanálise decorrente dessas produções. A minha voz, o meu gestual, a minha postura, são muito diferentes da percepção que eu tenho. A gravação me permite compreender melhor as minhas falhas e tentar, gradualmente, corrigir esses deslizes.

Na sequência de gravações que venho fazendo e publicando aqui, essa é a primeira vez que narro um texto mais longo. Isso me permitiu perceber melhor os defeitos na respiração, os problemas com a dicção, o sotaque anasalado atrapalhando a pronúncia.

Como a proposta aqui é dar a cara a tapa, publico logo abaixo o resultado dessa experiência, na esperança de fazer melhor da próxima vez.

O texto é um conto escrito pelo meu amigo Eddie Silva. Uma história sobre as peraltices de um grupo de garotos do interior quando recebem em sua cidade a visita do circo. A narração não ficou das melhores, mas recomendo o texto original.

  • Eddie Silva

    Muito bom Fagner. Você deu vida ao texto. É possível se imaginar fazendo parte desta gangue juvenil 😃 Obrigado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.