Press "Enter" to skip to content

Podcast Editoria Livre 30 – Segundo dia de aula

Numa semana turbulenta, após ter feito um novo amigo, ter fugido de uma matilha enfurecida, tiros de espingarda e uma gangue de baderneiros, após ter feito uma nova amizade, ter pulado do penhasco no rio, ter contado tudo para seu pai, ter retornado à casa do Velho Buldogue para pagar uma janela quebrada, Léo vai para seu segundo dia de aula. Essa semana está de tirar o fôlego.

Um pequeno trecho:

Léo! Léo, já são 7 e 35 e iremos sair em 5 minutos.” gritava meu pai achando que eu já estivesse pronto.

Acordei no susto, no primeiro “Léo!”. Olhei para o relógio e custei a acreditar que tinha perdido a hora. Meu travesseiro estava todo babado justamente no lado em que deitei. Dormi direto na mesma posição, sem me trocar. Se meu pai entrasse no quarto com certeza me mataria ou, ao menos, tiraria alguns dos meus privilégios. Pensei que, devido ao fato de ter dormido sem me trocar, não precisaria me preocupar com o que vestir. Depois lembrei que era o segundo dia de aula. Então, teria de colocar outra roupa para não ser motivo de chacota. E também para tentar impressionar a minha Alessandra.

Consegui bater meu próprio recorde e em 4 minutos já estava pronto. Tinha até penteado o cabelo. Meu pai tinha preparado o café da manhã, mas por eu ter perdido a hora, só deu tempo de pegar três fatias de pão cobertas de doce de abóbora. Fui comendo a seco, dentro do carro.

Segundo dia de aula é o nono capítulo do livro Tudo que tenho de fazer é sonhar, escrito por Eddie Silva.

Comece a ouvir o programa e deixe seu comentário.

Assine o nosso Feed.

Página com todos os episódios aqui.

Ouça também no 

Be First to Comment

Deixe uma resposta