Grupo de escoteiros recolhe cerca de 400 kg de lixo do Parque Estadual do Itinguçu

Grupo de escoteiros recolhe cerca de 400 kg de lixo do Parque Estadual do Itinguçu

11/15/2021 1 Por Márcio Ribeiro

O Parque Estadual do Itinguçu, uma das regiões mais bonitas e preservadas do litoral paulista, recebeu, neste domingo, um mutirão de limpeza que recolheu 400 quilos de lixo – aproximadamente – acondicionados em 25 sacos.

Entre os coletados, as garrafas pet, embalagens descartáveis em geral, apetrechos de pesca e micro plástico diversos foram os mais encontrados.

Em meio ao lixo internacional, chamou a atenção uma garrafinha de água de nacionalidade nigeriana, produzida em Lagos, cuja origem é rara de se encontrar nestas praias desertas. De acordo com a observação dos Monitores Ambientais e com as oficinas da E.E. Prof. Ottoniel Junqueira (que realiza um trabalho sobre o tema desde os anos 90), o despejo estrangeiro de origem africana não é muito observado por lá.

Garrrafa de origem africana. Foto: Márcio Ribeiro

A ação foi executada pelos jovens (18 a 21 anos) do Clã Pioneiro Tcherá Tugarê do Grupo de Escoteiros Bororós, fundado em 1960. O propósito do trabalho realizado no domingo foi, além de contribuir com a limpeza e todo o benefício que ela traz, colaborar com que aumente a consciência ambiental dos jovens que fazem parte do movimento escoteiros.

“Esses jovens vão pensar melhor nas pequenas e nas grandes decisões que vão tomar ao longo das suas vidas, tendo vivenciado essa e outras experiências similares ao longo da sua vida infantil e juvenil.  Gostaria de agradecer ao Márcio, Amilton (Monitores ambientais) e ao Rodrigo da Eco Trilhas, por viabilizaram esse evento. A ação foi cansativa, mas todos voltaram felizes e realizados com o sucesso alcançado.”

– Ralf Ahlemeyer, mestre pioneiro do Clã Tcherá Tugarê, do Grupo Escoteiro Bororós.

Lixo recolhido na Praia do Arpoador. Foto de Kim Ahlemeyer

Das 5 praias da unidade, foram contempladas as do Juquiazinho, Brava, Parnapoa e trecho do Arpoador, já que o tempo não foi suficiente para o término, apesar do início da atividade às 6 da manhã. O sol já se despedia quando todos deixavam as dependências do Parque.

Para Rodrigo Cipoloni, da Agência Ecotrilhas, que ajudou na viabilização do evento, o ato foi um sucesso, deixando-o muito contente:

“Estou muito feliz por mais uma vez contribuir com a natureza e tirar lixo das praias onde levamos os turistas. Espero poder contribuir mais e conscientizar pessoas para que não joguem lixo nas praias, rios e cachoeiras.”

Rodrigo Cipoloni

Praia de Parnapoa, foto de Márcio Ribeiro

Além da Agência Ecotrilhas, a limpeza de praia teve o apoio do Passeios Náuticos Dido Lima, Ecosurf, Monitores Ambientais e Gestão do Parque do Itinguçú.

Grupo de escoteiros Bororós, foto de Kim Ahlemeyer

Texto e Reportagem: Márcio Ribeiro

Fotos: Kim Ahlemeyer / Márcio Ribeiro

Contato: [email protected]

Percorrendo as praias de Peruíbe e região