A Audiência Pública que aconteceria em Peruíbe, ontem, 17/08, para discutir a instalação da usina Termoelétrica, foi cancelada por que não foi possível acomodar todas as pessoas no local escolhido, de acordo com o apurado.

Mesmo assim, centenas de manifestantes marcaram posicionamento contrário à instalação do empreendimento, que é alvo de  investigação do Ministério Público Federal.

O palco que seria utilizado pela Gastrading, carinhosamente chamada por alguns de “gastrite”, foi ocupado pelos manisfestantes que estavam com faixas, cartazes e gritavam em alto e bom som: – “Não vai ter usina!”.

Como não foi registrada qualquer manifestação a favor da usina, pode-se interpretar que a população de Peruíbe não quer que a  obra seja construída, já que se tratava de um evento público.

Sobre o cancelamento da audiência, o diretor executivo do Condema, Germano Ceara Filho, falou: “Apareceu mais gente do que o ambiente comportava. Havia um telão na porta, mas todos queriam entrar. Ficou tumultuado, então decidimos por adiar a audiência até encontrar um lugar adequado para caber todo mundo”.

A Prefeitura de Peruíbe disse que não vai falar sobre o assunto, por se tratar de uma iniciativa privada.  A Gastrading, responsável pelo empreendimento e pelas audiências, também não quis comentar o ocorrido.

  • Veja alguns vídeos que circulam nas redes sociais:

Reportagem e Texto: Márcio Ribeiro

Fotos e vídeos:  Ana Oliveira / MoCAN

[email protected]

MTB 0078407

There are currently no comments.