Marias

Marias

10/12/2021 0 Por Márcio Ribeiro

Por: Fátima Cristina Pires

A importância de Maria para o Cristianismo de uma forma geral é fundamental pelo sentido exato do ser, pois foi Maria a interceptora para a vinda de Cristo entre nós, ela foi a escolhida, a eleita entre todas as mulheres de sua época.

Podemos dizer que Maria foi o caminho para que o princípio e a fundamentação do cristianismo se realizasse. Maria está entre nós, Maria nos representa e é representada de várias formas, essas suas representações foram acontecendo ao longo da História e assim ela foi se instalando em diversas culturas com todos os seus signos e significados ligados as bases do cristianismo como fé, perseverança, dignidade, servidão entre tantos outros adjetivos que lhe cabem e sendo todos eles para nos orientar e nos ensinar com o seu majestoso exemplo.

Os movimentos marianos surgem fortalecidos ao longo da Idade Média, mas, Maria sempre foi referenciada e devotada a várias áreas da Igreja desde o século I e principalmente a partir do século III.

Por sua importância e ligação com vários dogmas da Igreja Católica Maria de Nazaré foi recebendo vários codinomes que fortalecia a fé em várias ocasiões da vida das pessoas, como: Nossa Senhora do Bom Parto, Nossa Senhora da Ajuda, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora do Alívio, Nossa Senhora do Amparo, Nossa Senhora da Boa Morte, esse são apenas alguns deles que representa a presença de nossa senhora na vida do Cristão que a recebe desde o seu nascimento até a hora da sua morte.

O Culto Mariano chega a América Latina juntamente com os seus colonizadores pertencentes ao países Ibéricos (Portugal e Espanha) os países europeus que no século XVI foram protagonistas da Reforma Protestante os
chamados: “Reis Católicos” Fernando e Isabel.

Cada país da América Latina adotou uma Nossa Senhora como padroeira e no Brasil não foi diferente com “Nossa Senhora Aparecida” uma imagem de Nossa Senhora da Conceição encontrada no rio Paraíba no século XVIII que a partir do seu encontro realizou o primeiro milagre. Por der sido encontrada dessa maneira no Rio Paraíba e por partes, ela leva o nome de Aparecida e a sua popularidade desde então se espalha, tanto que a Princesa Isabel filha de D. Pedro II era sua devota e a presenteou com uma coroa de ouro que desde então passou a fazer parte dos adereços da imagem.

Nos anos de 1930 o presidente Getúlio Vargas decreta e declara Nossa Senhora Padroeira do Brasil e o dia dedicado a ela 12 de outubro torna-se feriado nacional.

Não é somente a simbologia, a história ou as preces é sobre tudo a fé que une as pessoas aos braços e proteção de sua mãe a Eterna Maria, e não importa o codinome que se dê a ela em qualquer parte do mundo, o que importa é a fé e o amor que nós une a essa presença tão marcante dentro da história da humanidade.

Fátima Cristina Pires
Historiadora

Nossa Senhora da Conceição
Um dos mais populares nomes dado a Maria, que a invoca como: “A Senhora Soberana geradora do fruto”. Na Região Metropolitana da Baixada Santista temos Nossa Senhora da Conceição como Padroeira do Município de Itanhaém.

Imaculado Coração de Maria
É uma forma de invocar Maria em uma das suas maiores qualidade: O Coração de mãe. Bondoso, piedoso e justo.
Nossa Senhora a Assunção É um dos ápices da fé Mariana, é o momento que Maria é elevada aos céus de corpo e alma, é o momento máximo de todo o seu reconhecimento como mulher e mãe de todos.

Nossa Senhora das Graças
É uma forma de enaltecer Nossa Senhora em sua máxima plenitude, em seu poder divino de amparar de alguma forma todos que procuram por Maria.

Nossa Senhora de Guadalupe
Nossa Senhora se fez aparecer em diversas ocasiões em épocas e lugares distintos. Nossa Senhora de Guadalupe é um desses casos, ela pareceu no México para um jovem humilde e hoje é considerada Rainha do México e padroeira da América Latina.

Nossa Senhora de Suyapa
Padroeira de Honduras. Apareceu para uma camponesa na cidade de Suyapa.

Nossa Senhora do Monte Serrat
Muito venerada na Espanha leva esse nome por aparecer em meio as Serras entre vários vilarejos, hoje é muito popular na Região Metropolitana da Baixada Santista e Vale do Ribeira sendo padroeira do município de Santos e uma das padroeiras do Município de Itariri.

Nossa Senhora de Fátima
A aparição da Imagem da Virgem a três pastores na cidade de Fátima Portugal foi uma grande revolução para a fé católica no início do século XX, Maria revelou aos pastores três segredos que posteriormente foram revelados conforme ocorriam, pessoas ainda afirmam que o último segredo ainda está por acontecer. Nossa Senhora de Fátima é muito popular no Brasil devida a grande colônia portuguesa que o Brasil possui.

Nossa Senhora de Lurdes

Maria apareceu para Bernadete uma camponesa da cidade e Lourdes em 11 e fevereiro e 1858 em uma gruta e muitos milagres desde então são dedicados a ela.

Nossa Senhora Aparecida
Padroeira do Brasil e de vários municípios de seu território, como é o caso de Mongaguá na Região Metropolitana da Baixada Santista.

 

Texto: Fátima Cristina Pires – Historiadora

Imagem:  Gordon Johnson, por pixabay / Márcio Ribeiro

Contato: [email protected]

Percorrendo as praias de Peruíbe e região

Exposição na Igreja matriz reúne padroeiras da América Latina