Press "Enter" to skip to content

Artigo de opinião: O Hospital de Campanha e a Maternidade da Campanha

O prefeito deveria criar o Hospital de Campanha justo no prédio da maternidade?

Desde quando a maternidade foi fechada, ainda em 2014, no governo Ana Preto, os moradores protestam nas redes sociais, nas ruas e em todos os cantos e pedem a reabertura urgente daquele importante prédio público.

E a população espera…

Tanto é que, a maioria dos candidatos a prefeito da cidade se utilizou desta promessa para tentar ganhar as eleições municipais de 2016.

Luiz Maurício foi um deles e se elegeu dizendo que deixaria tudo pronto com apenas seis meses de mandato, compromisso este que ele não conseguiu cumprir.

E a população espera…

Veja a justificativa que ele deu em meados de 2017, no primeiro ano da sua administração:

“A administração passada não fez a licitação e nós tivemos que mudar o projeto. Onde ia gastar 600 mil, foi orçado em um milhão e meio de reais e, por isso, tivemos que fazer uma grande alteração em tudo. Já teve a primeira fase da licitação. A hora que tiver a análise de toda a documentação abre-se as propostas e aí se contrata e se inicia a obra. Quero iniciar o quanto antes. A minha vontade, sem querer falar em prazo e sem prometer, é que a gente inaugurasse a maternidade no aniversário da cidade, em 18 de fevereiro (2018)”

Luiz Maurício, em 2017

Ao fim desta última data, novos prazos foram dados pelo prefeito em nome da maternidade, à medida que a reabertura não acontecia.

E a população espera…

Passou 2017, passou 2018 e em setembro de 2019, uma matéria publicada pelo Diário do Litoral veio com o seguinte título:

“Maternidade de Peruíbe deverá ser entregue este ano”

“Muito em breve as mamães poderão dar a luz na cidade”

“A área construída é de 2 mil metros quadrados. Além da Maternidade, na mesma área, serão oferecidos outros serviços, como a Unidade Básica de Saúde do Centro, que não existia, uma Central de Regulação de Vagas e outra de Transporte. Os investimentos são de R$ 1 milhão e 600 mil, com recursos do município.”

-Diário do Litoral, setembro de 2019

E a população espera…

Acostumados a ver alguma ação do poder público municipal somente no último ano do mandato, muitos até acreditaram que o prédio seria finalmente entregue em 2020, confiando nas fotos das reformas postadas nas redes sociais

Mas, com a chegada da pandemia, o prefeito de Peruíbe ofereceu o espaço para aqueles que poderão precisar do tratamento contra o covid -19. Justamente o espaço da tão sonhada e prometida maternidade.

De acordo com a entrevista que ele deu à TV Tribuna, em abril deste ano,  o gasto para equipar e estruturar o Hospital de Campanha ficou  entre 600 e 700 mil reais, sem contar a UTI, respiradores e o custeio dos profissionais da saúde.

Com tanto lugar carente de ajustes, não teria outro lugar?

Centro de Convenções ou qualquer outro espaço possível?

Tinha que ser justo na maternidade, que estava praticamente pronta?

Justo ela.

E a população…

Criação e Autoria: Márcio Ribeiro

Foto: Manuel Alejandro Leon, por pixabay

Contato: [email protected]

Todos os direitos reservados / Junho de 2020

Anexo:

http://editorialivre.com.br/prefeito-comenta-denuncia-contra-o-hospital-de-campanha-exposta-na-band/

Fontes:

Diário do Litoral: https://www.diariodolitoral.com.br/saude/maternidade-de-peruibe-devera-ser-entregue-este-ano/128852/

O Garoçá / Editoria Livre: http://editorialivre.com.br/maternidade-peruibe-tem-o-menor-indice-de-mortalidade-infantil-da-regiao/

Facebook: https://ms-my.facebook.com/prefeitoluizmauricio/videos/peru%C3%ADbe-maternidade-abriga-hospital-de-campanha-do-covid-19/217519246186450/

Tv Tribuna: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/jornal-tribuna-2edicao/videos/t/edicoes/v/maternidade-de-peruibe-esta-fechada-ha-dois-anos/7299219/#:~:text=Gestantes%20t%C3%AAm%20filhos%20em%20outras%20cidades%20no%20litoral%20paulista.

G1 Santos e região: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2014/08/hospital-de-peruibe-e-desativado-pela-2-vez-e-deve-passar-por-reforma.html

Be First to Comment

Deixe uma resposta