O mês de julho rendeu cinco novos registros ornitológicos no site Wikiaves. No mês de férias, foram tiradas fotos do Mandrião-do-sul, da Marreca-de-coleira e do Falcão-caburé, enquanto os registros sonoros foram do Miudinho e do Pintassilgo

No dia 15 de julho, Mário Martins registrou o Mandrião do Sul (Stercorarius maccormicki), ave que se reproduz na Patagônia e que pode aparecer por aqui nos meses de inverno.  No estado, ela já foi fotografada em Itanhaém, Guarujá, Santos e Ubatuba

www.wikiaves.com.br/2627303&p=1&t=c&c=3537602&s=10353

No dia 23, Fábio Donizete fotografou a Marreca-de-coleira (Callonetta leucophrys), ave que também é migratória que se reproduz no Rio Grande do Sul e que também pode ser vista no estado nos meses frio. Apenas duas cidades de São Paulo contam com o registro desta espécie, além de Peruíbe, São José dos Campos.

http://www.wikiaves.com.br/2631369&p=1&t=c&c=3537602&s=10035

No dia 25, foi a vez de Luis Maluf fotografar o Falcão-caburé (Micrastur ruficollis) pela primeira vez na cidade, espécie que é comum em florestas densas e capoeiras altas. Ela ocorre em todo o Brasil e também em toda a América Latina.

http://www.wikiaves.com.br/2639746&t=s&s=10249&t=c&c=3537602

Registros Sonoros

Nerestor J. Camargo gravou o Miudinho (Myiornis auricularis), ave bem pequena que já foi confundida com um anfíbio, por conta do som que emite. Comum na região de Peruíbe, tanto na Zona Rural quanto no Guaraú, ocorre entre a Bahia e o Rio Grande do Sul, além do Paraguai. Apesar do primeiro registro de áudio, ela já foi fotografada 87 vezes na cidade.

http://www.wikiaves.com.br/2634664&t=s&s=11257&t=c&c=3537602

No último dia do mês, Márcio Ribeiro da Silva gravou o  Pintassilgo (Spinus magellanicus) na zona rural. Foi o primeiro registro sonoro desta espécia na cidade. Por ter uma bela plumagem e canto agradável, a ave vem sofrendo com comércio ilegal e por isso é cada vez mais difícil encontrá-la.  Em Peruíbe ela  foi fotografada uma única vez.

http://www.wikiaves.com.br/2643330&t=s&s=11785&t=c&c=3537602

Com os cinco novos, Peruíbe possui  440 espécies diferentes, sendo 418 registradas por lentes e 192 por aparelhos que capturam som, o que deixa Peruíbe na 16ª colocação no ranking nacional.

 

Reportagem: Márcio Ribeiro

Texto e Pesquisa: Márcio Ribeiro

Foto: Fábio Barata

[email protected]

MTB: 078407

There are currently no comments.