Projeto Mães do fogo realiza oficinas que trazem conhecimentos comunitários

Ecologia de Saberes: Oficinas trazem conhecimentos comunitários

O projeto Mães do Fogo realiza no mês de março as oficinas Ecologia de Saberes. Os temas foram identificados durante pesquisa realizada para produção do roteiro do documentário Mães do Fogo, quando foram entrevistadas mais de 50 mulheres do território paulista, de Cananéia até Ubatuba.

Plantas Medicinais e Alimentares, Educação Indígena e Quilombola e Feminismo Comunitário de Abya Yala serão tratados nas oficinas, sob a perspectiva de mulheres indígena, quilombolas, caiçaras e de comunidade de terreiro. Elas serão transmitidas pelo canal do YouTube e Facebook MDF e quem se inscrever receberá certificado digital de participação.

As “oficineiras” convidadas são mulheres paulistas, que realizam trabalhos fundamentais em suas comunidades. Generosamente, partilham nestes encontros seus conhecimentos ancestrais, saberes, fazeres e vivências, que as tornam referência nos assuntos propostos.

Inscrições gratuitas pelo Sympla com emissão de certificado:

https://www.sympla.com.br/oficina-ecologia-de-saberes-1—feminismo-comunitario-de-abya-yala-e-o-tecido-pindorama-brasil__1126931

Oficinas

Feminismo Comunitário de Abya Yala e tecido Pindorama-Brasil

10 e 11 de março (Quarta e quinta-feira) 

A oficina visa apresentar o feminismo comunitário, conceito de feminismo que nasce dos povos originários bolivianos. E propõe partilha com comunitárias entrevistadas pelo projeto Mães do Fogo e apresenta as faces do movimento em solo brasileiro.

Educação Indígena e Quilombola

16, 17, e 18 de março (Terça, quarta e quinta)

Sob a perspectiva dos povos originários e comunidades quilombolas traremos um pouco da realidade da educação nas comunidades, onde o ensino da língua nativa e do modo de vida está atrelado ao conteúdo multidisciplinar. As educadoras contam sobre o processo educacional comunitário através do teatro, da literatura e do valor à cultura ancestral.

Plantas Medicinais e Alimentares

23 , 24 e 25 de março (Terça, quarta e quinta-feira)

Nesta oficina traremos saberes tradicionais sobre as plantas e ervas medicinais, seu uso alimentar, energias que carregam e as diversas formas de trabalhar com elas nas comunidades indígena, quilombola e no candomblé Angola.

Cronograma de Atividades:

Feminismo Comunitário de Abya Yala e Tecido Pindorama-Brasil

10 (qua) e 11 (qui) de março (Inscrições abertas!)

Educação Indígena e Quilombola

16 (ter), 17 (qua) e 18 (qui) de março (Inscrições em breve)

Plantas Medicinais e Alimentares

23 (ter), 24 (qua) e 25 (qui) de março (Inscrições em breve!)

https://linktr.ee/maesdofogo

Organização: Produção Preta

Realização: Governo do Estado de São Paulo – PROAC Express 2019

Texto: Catharina Apolinário

Imagem: Divulgação

 

Sobre o autor

 | Website

Sou Jornalista, Técnico em Turismo, Monitor Ambiental, Técnico em Lazer e Recreação e observador de pássaros. Sou membro da Academia Peruibense de Letras e caiçara com orgulho das matas da Juréia. Trabalhei na Rádio Planeta FM, sou fundador do Jornal Bem-Te-Vi e participei de uma reunião de criação do Jornal do Caraguava. Fiz estágio na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Peruíbe e no Jornal Expresso Popular, do Grupo "A Tribuna", de Santos, afiliada Globo. Fui Diretor de Imprensa na Associação dos Estudantes de Peruíbe - AEP. Trabalhei também em outras áreas. Atualmente, escrevo para "O Garoçá / Editoria Livre" e para a "Revista Editoria Livre."


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações