Peruíbe possui um caso confirmado de Sarampo e entrou na lista dos “Municípios em Situação de risco”, divulgada pelo Ministério da Saúde.

O resultado positivo da doença é de uma moça de 20 anos, de São Paulo, que visitava a família residente do Bairro Flórida. Além dela, outros sete casos são suspeitos e aguardam confirmação.

A Prefeitura informou que todos os moradores do entorno onde a família da moça mora  foram vacinados na ação de bloqueio, providência que a Vigilância Sanitária deve adotar nos locais de origem dos casos suspeitos.

Recomendação aos viajantes

O Ministério da Saúde emitiu um alerta aos pais, mães e responsáveis que vão viajar com os filhos de seis meses a menores de um ano de idade para municípios em situação de surto ativo do sarampo no país.

A recomendação é que todas essas crianças, nesta faixa etária, sejam vacinadas contra a doença, no período mínimo de 15 dias, antes da data prevista para a viagem.

Atualmente, 43 cidades em três estados brasileiros (São Paulo, Pará e Rio de Janeiro) se mantém com surto ativo, ou seja, com crescimento do número de casos confirmados da doença. Na região, Peruíbe, Praia Grande e Santos estão na lista.

Confira:

SÃO PAULO: Atibaia, Barueri, Caçapava, Caieiras, Campinas, Carapicuiba, Dadema, Embu, Estrela D´Oeste, Fernandópolis, Francisco Morato, Guarulhos, Hortolândia, Indaiatuba, Itapeninga, Itaquaquecetuba, Jales, Jundiaí, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Peruíbe, Pindamonhangaba, Praia Grande, Ribeirão Pires ,Ribeirão Preto, Rio Grande da Serra, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Sumaré, Taboão da Serra e Taubaté

RIO DE JANEIRO: Rio de Janeiro, Paraty, Nilópolis

BAHIA: Salvador

Nos últimos três meses, o Ministério da Saúde confirmou  907 casos no Brasil,  em três estados: São Paulo (901), Rio de Janeiro (5) e Bahia (1). O coeficiente de incidência da doença foi de 0,4 por 100.000 habitantes.

O país vinha de um histórico de não registrar casos autóctones desde o ano 2000, mas perdeu o Certificado de Eliminação do Sarampo, emitido pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), em fevereiro deste ano.

Sarampo:

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina.

Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade e é mais grave em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de mortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

O período de infecção dura cerca de sete dias, onde surge a febre, acompanhada de tosse seca, coriza, conjuntivite e fotofobia.

Do 2° ao 4° dia desse período, surgem as manchas vermelhas, quando se acentuam os sintomas iniciais. O paciente apresenta prostração e lesões características de sarampo: irritação na pele com manchas vermelhas.

A ocorrência de febre, por mais de três dias, após o aparecimento das erupções na pele, é um sinal de alerta, podendo indicar o aparecimento de complicações.

Vacina

A Prefeitura de Peruíbe informou também que as UBSs têm vacinas, sendo que qualquer providência adicional depende do GVE do Estado que monitora a situação em todas as cidades e é quem determina o que deve ser feito pelos municípios.

Segundo informações, o Ministério da Saúde fará uma Webconferência, em razão dos questionamentos que as cidades estão  fazendo sobre as providências que deverão ser adotadas, principalmente diante do aumento dos casos suspeitos e confirmados da doença.

Texto e Publicação: Márcio Ribeiro

Imagem: Pixabay

Fonte: Ministério da Saúde

Contato: [email protected]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As UBSs têm vacinas, sendo que qualquer providência adicional depende do GVE do Estado que monitora a situação em todas as cidades e é quem determina o que deve ser feito pelos municípios.

 

Segundo informações, o Ministério da Saúde fará uma WEBCONFERÊNCIA nesta sexta-feira, das 9 às 13 horas, em razão dos questionamentos que as cidades estão  fazendo sobre as providências que deverão ser adotadas, principalmente diante do aumento dos casos suspeitos e confirmados da doença.

Peruíbe

Pindamonhangaba

Praia Grande

Ribeirão Pires

Ribeirão Preto

Rio Grande da Serra

Santo André

Santos

São Bernardo do Campo

São Caetano do Sul

São José do Rio Preto
São José dos Campos
São Paulo
Sorocaba
Sumaré
Taboão da Serra
Taubaté
RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro

Paraty

Nilópolis

BAHIA

Salvador

http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45650-sarampo-criancas-que-se-deslocarem-para-municipios-em-situacao-de-risco-devem-ser-vacinadas

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.