O local dos shows da Arena Peruíbe Fest, marcada para acontecer no feriado da independência, está causando polêmica nas redes sociais.

Acontece que a divulgação  “pé na areia” não é uma verdade absoluta, de acordo com ambientalistas. As pessoas devem curtir os shows em cima de uma área de restinga que está se recuperando após a destruição da mureta e também em cima dos ninhos de algumas aves, como o Quero-quero (Vanellus chilensis), Coruja-buraqueira (Athene cunicularia) e do Caminheiro-zumbidor (Anthus lutescens), principalmente.

O espaço do evento também é o mesmo da observação de aves, criado e apontado em 2014 pelo projeto Ecoagentes, que inauguraram o local com uma placa fixada pelos alunos do curso. Veja o que disse o professor Adalberto Bento Junior, que coordenou o projeto juntamente com o biólogo Thiago Nascimento e também com o Monitor Ambiental Amilton Pedroso de Aguiar: ” Meu sentimento é de descaso e de que o poder público não pensa na natureza. De que o prefeito está cedendo um espaço público pra um evento particular que não trará benefício pra cidade, a não ser mais destruição de nosso meio ambiente“.

Projeto Ecoagentes inaugura placa de observação de aves em 2014 (Adriana Torello / Arquivo Garoçá)

 

A Prefeitura de Peruíbe foi procurada pela reportagem no dia 14 de agosto, mas 21 dias depois das perguntas enviadas, nenhuma reposta foi dada.

Veja quais foram as questões: Ao definirem o local do show, vocês sabiam que ali é uma área de restinga e protegida por lei? Vocês têm o conhecimento do trabalho realizado pelos ecoagentes? A Prefeitura vai fazer algo para garantir que o local não seja depredado, juntamente com os ninhos de quero-quero e das corujas?

Desafortunadamente a população de Peruíbe e todos que estão com dúvidas quanto a esta questão  ficaram sem resposta.

Reportagem: Márcio Ribeiro

Fotos do Local: Márcio Ribeiro

Foto Ecoagentes (Arquivo Garoçá) : Adriana Torello

[email protected]

MTB 0078407

There are currently no comments.