Press "Enter" to skip to content

Podcast Editoria Livre 28 – Nossa tarde estava apenas começando

Terminada a aula, após um breve reencontro com a turma do Tuca, Léo e Oliver resolvem ir nadar no rio. O mesmo rio em que se conheceram no dia anterior. Este é o sétimo capítulo do livro Tudo que tenho de fazer é sonhar, escrito pelo Eddie Silva.

Um trechinho do capítulo 07 – Nossa tarde estava apenas começando:

Oliver nem bem havia saído no portão principal da escola, colocou o dedo médio e o polegar na boca
e deu três assobios ensurdecedores. Em menos de um minuto seu cachorro Skipper apareceu e começou a nos seguir. Perguntei ao Oliver onde o cachorro havia ficado. Ele simplesmente respondeu “sei lá.” Balancei a cabeça com ar de reprovação e continuamos a nossa caminhada.

“Onde tem algum bar para comprarmos algo para comer?”, Perguntou Oliver, provando que ele realmente não era da cidade. Qualquer morador saberia que o único lugar confiável para comer era o Bar e Lanchonete Estrela do Sul.

“Tem uma lanchonete na próxima esquina. Aliás é a única da cidade. Tem até aquela vitrola musical, onde você coloca moedas e pode ouvir enquanto lancha”, respondi.

Ao passarmos na frente da lanchonete, Oliver sugeriu que comprássemos algum lanche para levar. Falei que a ideia era boa, mas que eu não tinha nenhum dinheiro.

“E quem falou que você ia pagar?”, retrucou ele. “Não se preocupe, eu cubro você”, continuou. Não sabia se deveria agradecer antecipadamente ou se perguntava o significado do “eu cubro você”. A última vez em que tinha escutado essa expressão foi do meu pai quando me mandou dormir.

Ouça o capítulo anterior aqui.

Comece a ouvir o programa e deixe seu comentário.

Nossa tarde estava apenas começando é o sétimo capítulo do livro Tudo que tenho de fazer é sonhar, escrito pelo Eddie Silva.

Assine o nosso Feed.

Ouça também no 

Be First to Comment

Deixe uma resposta