Dinas Miguel: a arte como reflexo da Consciência Negra e Transformação Social

Arte-educador é conhecido por promover a representatividade negra e indígena em suas obras, além de levar a arte para muitos lugares distintos, despertando novos artistas e apaixonados pela Arte

O mês da Consciência Negra oferece uma oportunidade significativa para celebrar a riqueza e a diversidade da cultura afrodescendente. Também é um momento propício para promover a conscientização sobre as lutas enfrentadas pela comunidade negra, reconhecendo a importância de criar um ambiente mais inclusivo.

Um exemplo dessa conscientização vem do artista visual Dinas Miguel, cujas obras transcendem as telas para contar histórias de resistência, pertencimento e transformação social por meio da representatividade dos povos negros e indígenas. Com formação em Artes Visuais e pós-graduação em Educação Ambiental, Dinas também é arte-educador e um agente de mudanças sociais.

Ainda criança, o artista iniciou sua trajetória artística e começou a dar aulas de grafitti apenas aos 15 anos de idade, em um projeto sociocultural, sendo esse o impulso que o levou à universidade. Sua extensa carreira como arte-educador abrange desde escolas públicas e privadas, e até instituições de reabilitação, destacando a arte como uma ferramenta poderosa para a educação e empoderamento.

Por meio de seu trabalho, Dinas desafia normas ao transformar materiais descartados em obras de arte que ecoam a resiliência das comunidades marginalizadas. Sua formação em Educação Ambiental influencia diretamente essa abordagem, redefinindo a relação entre arte e meio ambiente. O artista utiliza sua obra para amplificar a mensagem de que tudo, incluindo o “descartável”, tem potencial para beleza e significado. “Entender que meio ambiente não é só planta, não é só árvore, não é só Amazônia, não é aquilo que está longe de nós. Meio ambiente somos nós, a forma como a gente cultua, como a gente partilha, como a gente se constrói, como  respeitamos o outro e o espaço de convívio, é equidade, todas essas coisas, tudo que envolve nossas vivências,  tudo isso é meio ambiente”, afirma.

O artista também já conquistou alguns prêmios como o Sabotage, em 2018, na Categoria Melhor Grafiteiro de São Paulo. Criada pela Câmara Municipal de São Paulo em homenagem ao rapper Sabotage, a premiação visa reconhecer, publicamente, o trabalho de artistas que se destacam no cenário do Hip Hop no Município. “Em 2020 ganhou outro reconhecimento também pela relevância dos trabalhos realizados em seu território, na região noroeste da capital paulista,  tendo realizado diferentes artes e  projetos. Dentre eles podemos destacar o projeto “Aldeia 360”, que consiste numa visita virtual dentro de uma terra indígena. Seu trabalho vem, cada dia mais, sendo usado como ferramenta pedagógica por diferentes instituições de ensino, pessoas de diferentes cidades e países, teses de graduação, doutorados, mestrados, pesquisadores e por aí vai.”

Recentemente, em setembro de 2023, o arte-educador lançou a 2ª edição do projeto “Meu Pequeno Artista”. O concurso, que visa inspirar crianças e adolescentes a expressarem sua criatividade, por meio da releitura de obras do artista, é um reflexo do papel que ele desempenha na formação da próxima geração de artistas. O projeto foi novamente lançado após o grande sucesso da 1ª edição, em 2022.

Além de todas as suas produções, o artista está à frente do Ateliê Dinas Miguel, espaço de experiências artísticas, culturais, gastronômicas e empreendedoras e também é idealizador do Estudio Mainoin, especializado em impressões de fine art, no qual reproduz obras com acabamento museológico, de altíssima qualidade.

Por fim, Dinas Miguel conclui: “Com o ateliê somente, eu não conseguiria levar arte para muitos lugares. Então, resolvi expandir meu trabalho, além de ajudar outros artistas e, assim, cumprir minha missão de levar cor, luz e amor para a vida de mais pessoas, incentivando outros a viverem da arte e a transportar essa alegria para mais lugares. Minha poética é transformar pessoas e lugares por meio da arte”.

Sobre o autor

Mestra em Ciências Humanas. Jornalista. Especialista em Metodologia do Ensino na Educação Superior e em Comunicação Empresarial.
Assessora de Comunicação. Blogueira de Cultura e de Mídias.
Sou apaixonada por programas culturais – principalmente cinema, teatro e exposição – e adoro analisar filmes, peças e mostras que vejo (já assisti a mais de 150 espetáculos teatrais). Também adoro ler e me informar sobre assuntos ligados às mídias de modo geral e produzir conteúdos a respeito.


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações