Curso gratuito de formação de liderança e de emancipação feminina ocorre em Francisco Morato

Formação de Promotoras Legais Populares capacitará o público feminino sobre temas ligados aos direitos das mulheres, prevenção à violência, cidadania e acesso à justiça

No Brasil, o termo feminicídio tem se tornado cada vez mais frequente nos noticiários. Somente no primeiro semestre de 2022, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 699 mulheres foram assassinadas no país em razão do gênero, correspondendo a um aumento de 3,2% em relação ao total registrado no ano anterior (677). Esse é um cenário preocupante, que coloca o Brasil na quinta posição em número de feminicídio no mundo, ficando atrás apenas de El Salvador, Colômbia, Guatemala e da Federação Russa, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mas, embora o assunto tenha se tornado mais comum somente nos últimos anos, a agressão contra a mulher sempre existiu e, por isso, nada melhor do que combatê-la por meio de uma formação qualificada e conscientizadora sobre a gravidade desse cenário e como solucioná-lo.  Pensando nisso, o Geledès-Instituto Da Mulher Negra, em parceria com o Núcleo de Estudos Espiritual e Religioso 7 Tronos Sagrados, instituição localizada em Francisco Morato, município da Grande São Paulo, vai realizar, de 11 de fevereiro a 08 de julho de 2023 o Curso de Formação Promotoras Legais Populares.

Trata-se de um projeto que tem como objetivo capacitar o público feminino sobre temas ligados a Direitos Humanos, direitos humanos das mulheres, prevenção às violências, cidadania e acesso à justiça. Direcionado para mulheres, mulheres TRANS, indígenas e negras, o curso tem duração de cinco meses, será realizado com diferentes palestrantes, aos sábados, das 9h às 13h, na sede do 7 Tronos Sagrado.

A capacitação é gratuita e visa formar lideranças comunitárias e agentes multiplicadoras, além de incentivar e fortalecer a emancipação de mulheres por meio da busca por mais conhecimento. Diante disso, é relevante a compreensão clara do papel de um líder comunitário, que vai muito além de um mero representante da comunidade; isso porque envolve o comprometimento responsável com todos, por meio da busca de soluções bem como o despertar de uma consciência crítica a respeito de temas como o feminicídio.

Para Tamires Santana, Mãe Pequena da entidade 7 Tronos Sagrados e produtora cultural, a realização do projeto em Francisco Morato é uma grande conquista, já que a região é marcada por casos de feminicídio ocorridos com certa frequência. “Articular um curso gratuito com palestrantes experientes contribuirá intensamente para a rede de combate à violência contra a mulher, que vem se solidificando nos últimos anos na região”, afirma a produtora.

Tamires também exalta a importância do curso em relação ao acolhimento de um público feminino composto por diferentes etnias, crenças e lugares, dentro da casa 7 Tronos Sagrados. “Acredito que será uma troca muito rica em que teremos a oportunidade de alavancar o poder de muitas mulheres, que, por sua vez, fortalecerão outras.”

Já para a Doutora Maria Sylvia de Oliveira, advogada, coordenadora de Políticas, Promoção de Igualdade de Gênero e Raça, de Geledès, o curso contribuirá para ampliar o significado e o fortalecimento do exercício da cidadania. “Ao final da formação, as participantes podem integrar-se à uma rede de mulheres que compartilham e multiplicam informações, ampliando o número de pessoas que trabalham na defesa e implementação de direitos; além de contribuir para que mais mulheres possam atuar com autonomia.

Tamires ressalta que, para ela, o curso vai além de proporcionar cidadania, ao ajudar as participantes a pensarem “fora da caixa”, ou seja, repensando ou redescobrindo suas prioridades, educando seus filhos com uma mentalidade diferente.

Introduzido pela primeira vez no Brasil, em 1996, pela organização Themis- Gênero, Justiça e Direitos Humanos, do Rio Grande do Sul, o projeto Promotoras Legais Populares é uma experiência que teve início no Chile e hoje está difundido em quase todos os países da América Latina.

Em Geledès, o curso é ministrado desde 1999, faz parte do programa de Direitos Humanos da organização, já formou centenas de lideranças femininas, que hoje atuam em diferentes áreas, contribuindo para a solução de problemas vividos no dia a dia por inúmeras mulheres em suas comunidades.

Voltado para mulheres com idade acima de 16 anos, o curso será realizado pela primeira vez no município de Francisco Morato, com um novo modelo didático-pedagógico, sobretudo após o impacto deixado pela pandemia, que afetou diretamente o cenário de direito das mulheres.

“Essa será uma experiência única e desejável para todas as mulheres que buscam a sua própria emancipação, que precisam investir mais em conhecimento e, principalmente, cultivar o amor-próprio, sem perder a atenção e o afeto dedicado ao coletivo”, conclui a produtora.

Serviço 

Período: 11 de fevereiro a 08 de julho de 2023, aos sábados, 9h às 13h
Local: 7 Tronos Sagrados – Rua Trinta e Três, 197, Jardim Vassoura I, Francisco Morato (SP)

As inscrições poderão ser feitas no site, Whatsapp ou e-mail.
Site: www.7tronossagrados.wixsite.com/oficial/plp
E-mail: [email protected] ou mariasylv[email protected] Whatsapp (11) 9.6040-40412 com Tamires Santana
Mais informações: (11) 9.6863-0420 com Maria Sylvia

Sobre o autor

+ posts

Mestra em Ciências Humanas. Jornalista. Especialista em Metodologia do Ensino na Educação Superior e em Comunicação Empresarial.
Assessora de Comunicação. Blogueira de Cultura e de Mídias.
Sou apaixonada por programas culturais – principalmente cinema, teatro e exposição – e adoro analisar filmes, peças e mostras que vejo (já assisti a mais de 150 espetáculos teatrais). Também adoro ler e me informar sobre assuntos ligados às mídias de modo geral e produzir conteúdos a respeito.


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações