Foto Mariana Mascarenhas

O Brasil “travestido” de arte em sua essência, transmitindo aos seus observadores, através da imagem, a sua verdadeira e rica identidade cultural de modo bem peculiar. Assim podemos definir a especificidade artística com que um dos maiores pintores modernistas brasileiros retratou o país: Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo (1897 – 1976), conhecido como Di Cavalcanti.

Um dos primeiros artistas a retratar em suas obras elementos enraizados no Brasil, como a realidade da sociedade brasileira, as festas populares, a situação das favelas etc, ele também foi ilustrador, quadrinista e muralista brasileiro. No mês de setembro de 2017, em que o artista completaria 120 anos no dia 6, a Pinacoteca de São Paulo inaugurou a maior exposição de Di Cavalcanti desde 1970, chamada No subúrbio da modernidade – Di Cavalcanti 120 anos. A mostra conta com pinturas, desenhos e ilustrações totalizando mais de 200 obras, as quais foram produzidas ao longo de seis décadas e atualmente fazem parte das coleções públicas mais importantes do Brasil e também de outros países da América Latina.

Bares, bordéis, festas populares, rodas de samba, morros cariocas foram retratados pelo artista com cores vivas que nos transportam para a realidade das pinturas, que parecem se concretizar diante dos nossos olhos. Um dos idealizadores da Semana de Arte Moderna de 1922, Di Cavalcanti trouxe influências das principais escolas artísticas, mas sempre deixando sua identidade única em cada uma de suas obras. É o que os visitantes da mostra poderão perceber nas mais diversas retratações das mulheres de diferentes estilos e da sociedade brasileira vista criticamente.

Fotos Jack Brandão (clique na imagem para ampliá-la)

A exposição conta com novidades como ilustrações feitas pelo pintor – ele iniciou sua carreira como ilustrador, inclusive – para revistas, livros e até capas de discos. Ele também chegou a trabalhar o cubismo, como é possível ver em alguns de seus quadros expostos na Pinacoteca. Trata-se de uma excelente oportunidade para conhecer melhor o trabalho de um dos artistas mais expressivos do Brasil e, ao mesmo tempo, contemplar os costumes brasileiros tão distintos e típicos do nosso país por meio da arte.

Serviço:

Exposição No subúrbio da modernidade – Di Cavalcanti 120 anos

Onde: Pinacoteca do Estado – Praça da Luz, 2 – Luz – São Paulo – SP

Quando: de quartas às segundas-feiras, das 10h às 17h30

Quanto: R$ 6 (inteira)

Até 22 de janeiro de 2018

There are currently no comments.