Foto: Paprica Fotografia

Desde a sua primeira estreia em 2016, no palco do Teatro Fecomércio, em São Paulo, um grupo de velhinhos artistas e amalucados faz sucesso entre as plateias, arrancando muitas risadas de quem os acompanha. São os personagens da comédia musical Forever Young, que já passou por mais de oito capitais brasileiras e agora está de volta a São Paulo, com temporada popular no Teatro Fernando Torres, desde 19 de janeiro de 2018.

Com um humor genuíno e envolvente, os atores Saulo Vasconcelos, Janaina Bianchi, Rodrigo Miallaret, Naima, Marcos Lanza e Miguel Briamonte – responsável pelo repertório musical da peça, tocando ao vivo no piano – compõem um grupo de idosos residentes num retiro de artistas, os quais ficam sob a supervisão de uma enfermeira interpretada por Nany People. Os atores interpretam a si mesmos no futuro, quando já estão quase centenários.

 A monotonia que parece imperar no lugar, com a presença da enfermeira que os trata como crianças diante de suas fragilidades físicas e mentais – sem contar seus discursos e cânticos “motivadores”, abordando apenas morte e doenças – transforma-se completamente quando ela sai de cena, e assim os velhinhos sentem-se à vontade para fazer o que bem entenderem.

Então eles soltam suas vozes e entoam canções que foram sucesso dos anos 50 aos 90 como:  I Love Rock and Roll, Smells Like a Teen SpiritI Will SurviveI Got You BabeRoxanneRehabSatisfactionSweet DreamsMusicSan FranciscoCalifornia Dream inLet It BeImagine, e Forever Young, cuja letra é a temática da peça.  E também sucessos nacionais como: Eu nasci há 10 mil anos atrás de Raul Seixas, Do Leme ao Pontal de Tim Maia e Valsinha de Chico Buarque.

A potência vocal do elenco chega a arrepiar, além do talento de Briamonte no piano, que também é diretor musical da peça. O trabalho cênico corporal e vocal está em perfeito sincronismo com os papéis de cada um, desprovidos de estereótipos e escracho. Com exceção de Nany People, que sai algumas vezes do cenário, os demais atores permanecem o tempo todo em cena e, mesmo quando estão em segundo plano, sustentam muito bem seus papéis.

Além disso, a maioria deles atua sentada ao decorrer do espetáculo, encarnando os velhinhos em suas poltronas, sem deixar de atrair a atenção para si, resultado também de uma interiorização cênica muito bem trabalhada que nos faz acreditar nos personagens.

Com direção de Jarbas Homen de Mello, que também chegou a atuar no espetáculo em temporadas anteriores, Forever Young utiliza do humor como principal ferramenta, não somente para descontrair como para alertar sobre a importância de vivermos e aproveitarmos os momentos do dia a dia; cientes de que juventude e velhice não necessariamente têm a ver com idade física, mas sim com a disposição de viver bem e feliz, numa eterna juventude, como diz a letra da música que intitula o musical.

A montagem também faz parte do projeto Eu Faço Cultura e conta com 250 ingressos gratuitos para pessoas de baixa renda disponíveis no site www.eufacocultura.com.br.

Serviço:

Comédia musical Forever Young

Onde: Teatro Fernando Torres: Rua Padre Estevão Permet, 588, Tatuapé, São Paulo – SP. Tel: (11) 2227-1025. Bilheteria: terça a sábado, das 14h às 20h e domingo, das 14h às 19h ou até o horário de início do espetáculo.

Quando: sextas às 21h30, sábados às 21h e domingos às 19h

Quanto: a partir de R$ 60 (inteira)

Até 25 de março de 2018