Mostra projetará obras de arte nos edifícios de São Paulo

Foto: Arte realizada, no Equador, pelo artista Bonga Mac, um dos artistas que terá suas obras projetadas nas paredes de Sampa

Na noite de 4 de maio, diversas projeções acontecerão em São Paulo em pontos de grande visibilidade como no Vale do Anhangabaú e na Consolação. A data assinala o primeiro ano da morte do cronista, compositor e letrista Aldir Blanc, e tem como homenageado especial o sociólogo Betinho (Hebert  José de Souza).

As empenas (paredes cegas) de alguns edifícios da cidade de São Paulo servirão de suporte para a primeira exposição virtual de artistas plásticos, chargistas e grafiteiros do Brasil.

O projeto, denominado A Noite do Brasil, resulta de uma associação entre o grupo Projetemos com vários artistas, que farão uma gigantesca mostra de artes visuais, cujo tema será um comentário  crítico sobre o atual momento brasileiro.

Cerca de cem pessoas entre artistas visuais, e profissionais que trabalham com projetores de longo alcance, a mostra A Noite do Brasil que alude ao conhecido samba, O Bêbado e a Equilibrista de Aldir Blanc, será simultaneamente estendido à internet e poderá contar com a participação de projecionistas de várias cidades brasileiras.

Segundo os organizadores, as mostras virtuais terão, no máximo, uma hora de duração. Entre os artistas convidados e selecionados para o lançamento do projeto, está o grafiteiro Bonga Mac. Conhecido por trabalhos realizados no Brasil e no exterior, neste ano de 2021, ele foi além dos muros para customizar kombis, gratuitamente, de todos os interessados, incluindo feirantes, moradores de kombi e coletores de resíduos sólidos. A iniciativa faz parte de um projeto chamado Kombozas, que leva alegria para muita gente por meio do grafitti.

Além dos idealizadores Elifas Andreato e Enio Squeff, a mostra ainda contará com a participação do escultor Israel Kislansky e os chargistas Aroeira, Laerte, Cau Gomez,  Brum, Carol Cospe Fogo, Gilmar.

Mas a lista de participantes não está encerrada. Os próximos artistas e projecionistas, contudo, – inclusive de outros países – que quiserem participar, numa segunda fase, deverão preencher o formulário e enviar suas obras neste link: bit.ly/a-noite-do-Brasil-FORMS A partir disso, os trabalhos passarão por uma nova curadoria que marcará a data da próxima versão da mostra.

Para o grupo Projetemos, as projeções poderão ser feitas de 15 em 15 dias.

 

 

Mariana Mascarenhas

Mestra em Ciências Humanas. Jornalista. Especialista em Metodologia do Ensino na Educação Superior e em Comunicação Empresarial. Assessora de Comunicação. Blogueira de Cultura e de Mídias. Sou apaixonada por programas culturais – principalmente cinema, teatro e exposição – e adoro analisar filmes, peças e mostras que vejo (já assisti a mais de 150 espetáculos teatrais). Também adoro ler e me informar sobre assuntos ligados às mídias de modo geral e produzir conteúdos a respeito.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.