Sem dó do sofrido usuário do transporte público da cidade, a Prefeitura de Peruíbe subiu mais uma vez a tarifa dos ônibus municipais e sem dar nenhuma contrapartida para a população. É o quarto aumento somente na administração do prefeito, Luiz Maurício, do PSDB, que tem planos de tentar a reeleição.

A tarifa aumenta e as reclamações dos usuários das linhas municipais não diminuem: Pontos de ônibus sucateados, sem cobertura, sem segurança, espera no mato ou na lama, linhas que atrasam, demoras, itinerários não cumpridos entre diversos outros problemas.

Vale lembrar que a prefeitura tirou, recentemente, a cobertura e os assentos do ponto de ônibus do Centro, o mais movimentado da cidade, e não fez os reparos conforme prometido. Todos os dias, muitos trabalhadores (pais com crianças pequenas, idosos, gestantes, deficientes…) esperam em pé, sob o sol ou a chuva, para voltarem para as suas casas.

a população se abriga à sombra de um poste, no ponto de ônibus do Centro

A equipe do Luiz Maurício prometeu rever contratos e licitações da prefeitura assim que assumisse o mandato. A do ônibus foi revista, mas a população não esperava que o resultado fosse benéfico apenas para a empresa.

Para quem não lembra, no primeiro ano de governo atual, a tarifa do transporte subiu de R$ 2,50 para R$ 2,90, em 2017. Em 2018, a tarifa subiu de R$ 2,90 para R$ 3,30, enquanto em 2019 foi de R$ 3,30 para R$ 3,50, chegando a R$ 3,70 neste ano. Será que vem mais aumento por aí, caso o prefeito seja reeleito?

No decreto 4.869/2020, que autoriza a majoração da tarifa do serviço de  transporte coletivo urbano à concessionária Jundiá Transportadora Turística Ltda, não foram colocados os motivos que possam justificar o aumento, que passa a vigorar a partir do dia 10 de fevereiro de 2020.

Texto e Reportagem: Márcio Ribeiro

Fotos: Márcio Ribeiro

Contato: [email protected]

 

 

 

 

 

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.