Belíssima edição da Tex Graphic Novel peca pela falta de espaço para desenvolver melhor o roteiro

Um grupo de cavaleiros segue viagem até o município de Cinnamon Wells. Entram na cidade pouco depois do amanhecer. Enquanto isso, o xerife Ben Lester chega à delegacia para começar seu dia de trabalho. Pede a Barry, o vice-xerife, que faça sua ronda matinal quando, em seguida, ouvem dois tiros. O grupo de cavaleiros está assaltando o banco da cidade.

Na fuga, eles matam o xerife Ben. O vice-xerife Barry reúne um grupo de cidadãos despreparados para seguir atrás do bando. Tex se apresenta ao grupo no melhor estilo James Bond. Esse é o início de Sangue e Areia, sétima edição da série Tex Graphic Novel, publicada aqui no Brasil pela editora Mythos. Com argumento e roteiro de Chuck Dixon – roteirista americano que ficou famoso por escrever as histórias do justiceiro para a Marvel e as do Batman para a DC Comics –, desenhos de Mario Alberti – que já desenhou Frontera!, segunda edição da Tex Graphic Novel – e colorização de Matteo Vattani – velho conhecido de quem acompanha a série – essa não é a mais empolgante das edições lançadas até agora.

Os desenhos parecem ter sido esboçados diretamente com o bico de pena. Isso confere certo dinamismo às cenas, com uma expressividade muito forte. As cores, apesar de belas, estão muito escuras em alguns trechos. Isso dificulta a compreensão de algumas cenas. O roteiro curto não funcionou tão bem nessa edição. O ritmo da história pareceu prejudicado em vários trechos.

A proposta de um Tex falível, não tão implacável, confere certo ar de maturidade à história, mas a forma com a qual ela foi executada dá a impressão de que faltou espaço para que ela fosse melhor desenvolvida.

Belíssima edição. Infelizmente, o roteiro não foi tão bem desenvolvido quanto poderia.

Título: Sangue e Areia: Tex Graphic Novel

Editora: Mythos

Preço: 32,90

Onde comprar: No site da Amazon

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.