Os bairros periféricos de Peruíbe estão sem água. Isto é um fato e a população mais pobre sofre com o desabastecimento e a ineficácia da Sabesp que não consegue atender a demanda esperada para as  festas do final de ano.

O Governador de São Paulo, os deputados, o prefeito e os vereadores da cidade têm as suas parcelas de culpa a respeito deste problema que afeta em muito os moradores e visitantes da cidade. Eles sabem que este problema acontece todos os anos nesta época e pouco fazem para que ele não se repita.

Por conta da quantidade de reclamações, a Prefeitura de Peruíbe divulgou um comunicado da Sabesp a respeito do desabastecimento.

Veja o comunicado, com os comentários da redação inseridos:

COMUNICADO DA SABESP

(31.12.2019)

“A Sabesp informa que vem mantendo o abastecimento de água aos moradores e turistas de Peruíbe, sem registro de ocorrências generalizadas”

Redação: O que não é verdade, o Bairro Recreio Santista está há três dias sem  uma gota d’água nas torneiras. Outros bairros também apresentam o problema.

“A Empresa reforçou a distribuição em toda a região e o sistema funciona em sua capacidade máxima neste período de grande concentração de pessoas.”

Redação: A capacidade máxima da empresa não é suficiente para atender os bairros mais afastados, então, dizer isso e nada é a mesma coisa.

“Técnicos estão vistoriando os endereços onde há solicitação pelos canais de atendimento.”

Redação: O que é verdade. O técnico vem, olha e descobre o que os moradores já sabem, que realmente a Sabesp é inoperante nestes locais. Depois ele vai embora, mas a falta de água fica.

“A ausência da caixa-d’água, que tem sido verificada durante as vistorias, faz com que a variação da pressão na rede seja sentida durante os horários de maior consumo da população, assim como a superlotação de imóveis torna a caixa-d’água domiciliar sem capacidade para suprir a demanda interna. Por isso, é importante o uso racional da água e saber que os reservatórios dos imóveis são dimensionados para um número específico de ocupantes, que deve ser respeitado.”

Redação: Nos bairros mais afastados, a maioria possui caixa d’água, pois já está acostumada com a falta do líquido. Não é possível ter uso racional por lá porque, simplesmente, não há uso, enquanto no Centro é comum encontrar piscinas de plástico cheias, além do uso de mangueira para lavar o quintal. Caso a cidade não esteja preparada para a demanda, que façam os investimentos necessários para que o problema não aconteça mais.

“Emergências estão sendo atendidas por técnicos e caminhões-pipa, quando necessário. A Central de Atendimento da Sabesp se mantém à disposição durante 24 horas por dia, de forma gratuita, pelos telefones 0800 055 0195 ou 195, ou ainda pela internet via Agência Virtual (www.sabesp.com.br) e aplicativo para celulares e tablets Android ou iOS.”

“Agência para atendimento ao público – Lembrando que Peruíbe conta com uma agência para atendimento ao público na Rua 24 de dezembro, que funcionou nesta terça-feira (dia 31), das 8h30 às 12h30. Amanhã, dia 1º, não haverá expediente, mas na quinta-feira (dia 2/1), atenderá de 12h30 às 16h30. E entre os dias 28/1 e 1/2, a Agência Móvel da Sabesp estará na Cidade atendendo das 9h às 16h.”

Redação: É importante que todos reclamem e cobrem que a Sabesp trabalhe. Cobre de verdade. Abram protocolos, visitem as agências e não desabafem apenas nas redes sociais. Senão, a população vai continuar a ler notas de “que não há um problema generalizado”

_o_

COMUNICADO DA SABESP (na íntegra)

(31.12.2019)

“A Sabesp informa que vem mantendo o abastecimento de água aos moradores e turistas de Peruíbe, sem registro de ocorrências generalizadas. A Empresa reforçou a distribuição em toda a região e o sistema funciona em sua capacidade máxima neste período de grande concentração de pessoas. Técnicos estão vistoriando os endereços onde há solicitação pelos canais de atendimento.

A ausência da caixa-d’água, que tem sido verificada durante as vistorias, faz com que a variação da pressão na rede seja sentida durante os horários de maior consumo da população, assim como a superlotação de imóveis torna a caixa-d’água domiciliar sem capacidade para suprir a demanda interna. Por isso, é importante o uso racional da água e saber que os reservatórios dos imóveis são dimensionados para um número específico de ocupantes, que deve ser respeitado.

Emergências estão sendo atendidas por técnicos e caminhões-pipa, quando necessário. A Central de Atendimento da Sabesp se mantém à disposição durante 24 horas por dia, de forma gratuita, pelos telefones 0800 055 0195 ou 195, ou ainda pela internet via Agência Virtual (www.sabesp.com.br) e aplicativo para celulares e tablets Android ou iOS.

Agência para atendimento ao público – Lembrando que Peruíbe conta com uma agência para atendimento ao público na Rua 24 de dezembro, que funcionou nesta terça-feira (dia 31), das 8h30 às 12h30. Amanhã, dia 1º, não haverá expediente, mas na quinta-feira (dia 2/1), atenderá de 12h30 às 16h30. E entre os dias 28/1 e 1/2, a Agência Móvel da Sabesp estará na Cidade atendendo das 9h às 16h.

Melhorias – Vale destacar que a Companhia realizou em 2019 inúmeras melhorias operacionais. A Empresa se preparou com ações operacionais, além do reforço de profissionais em regime de prontidão 24 horas por dia e maquinários à disposição, entre geradores, caminhões-pipa, retroescavadeiras, motocicletas e maquinário para desobstrução das redes.

Em Peruíbe, foram 8,12 quilômetros de novas redes de água assentadas para remanejamento, prolongamento ou reforço do sistema de abastecimento; além da inspeção por geofonamento em 214,82 quilômetros de redes de água no combate às perdas.

No total, em 2019, foram investidos R$ 237,6 milhões nos sistemas de saneamento das nove cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista.

Campanha educativa – Para estimular a economia no consumo de água, a Sabesp ainda iniciou campanha educativa com distribuição de informativos em locais de grande movimentação de pessoas. Por toda a Baixada Santista, são diversos pontos com promotores para entrega de cartazes, folhetos ou ainda tag de maçaneta e lixocar. É a Sabesp levando até a população dicas simples para esbanjar consciência e contribuir para a preservação deste bem finito.

Postagem: Márcio Ribeiro

Fonte: Prefeitura de Peruíbe

Imagem: pixabay

Contato: [email protected]

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.