Resenha: Júlia, Aventuras de Uma Criminóloga 13 – Poesia Mortal

Resenha: Júlia, Aventuras de Uma Criminóloga 13 – Poesia Mortal

08/11/2021 0 Por Maxson Vieira

 

Essa é uma publicação da editora Mythos, que está republicando as histórias da personagem, desta vez em formato original italiano.

Esse volume possui roteiro do Giancarlo Berardi com ajuda de Michelangelo La Nevee arte de Luigi Siniscalchi.

A história começa mostrando uma garota chamada Alícia conversando em um chat pela internet. Alícia é uma adolescente comum, que tem problemas com os pais e busca refúgio na internet. Ao conhecer um rapaz de codinome CY, ela se sente acolhida e tem a certeza que conheceu alguém que entende seus sentimentos. Depois de mais uma briga com seu pai, ela recebe o convite para fugir de casa e se encontrar com CY, mas depois de fugir, ela aparece morta.

O Tenente Webb convida Júlia para ajudar nas investigações, mas sem muitas pistas, eles não podem fazer muita coisa. Alguns dias depois, outra garota é assassinada de forma bastante semelhante, mas desta vez Julia tem a ideia de levar o computador da menina para uma análise. Com os dados técnicos nas mãos, Julia e o tenente Webb conseguem chegar ao assassino.

O roteiro é muito bem construído pelo Giancarlo Berardi, retratando muito bem os perigos da internet.

Recentemente assisti a uma reportagem na TV, se não me engano no programa Fantástico, da Rede Globo, que mostrou a história de algumas mulheres que perderam muito dinheiro num golpe pela internet. Para resumir: elas conheceram, através de redes sociais, homens sedutores que moram em outros países e que prometeram casamento, mas que sempre pediam dinheiro. Só depois de perderem as suas economias é que se deram conta de que caíram em um golpe. Sempre me perguntei como que as pessoas caem neste tipo de armadilha e o roteirista desta HQ nos mostra uma parte da resposta.

As vítimas são pessoas com algum tipo de carência afetiva e que buscam em outras pessoas a solução para os seus problemas emocionais. No caso desta história, são adolescentes com problemas familiares que buscam refúgio na internet e em pessoas que pensam como elas.

Este volume de Júlia é bastante interessante e importante, pois mostra os perigos da internet, onde qualquer pessoa pode se esconder atrás de um nome e foto falsos.

A arte fica por conta do Luigi Siniscalchi. Os desenhos são simples, mas conseguem exploram muito bem o sombreamento de cenas mais pesadas, o que confere um clima noir que funciona de forma coesa com o roteiro.

Para quem gosta de histórias de investigação policial, é um prato cheio.

Esse volume tem capa cartão, 130 páginas em preto e branco, miolo com papel off-set e possui preço de capa de R$ 30,90. Pode ser facilmente encontrada com bons descontos em sites especializados ou no site da própria editora.

Por Maxson Vieira