Press "Enter" to skip to content

Podcast Editoria Livre 33 – Respondendo a três perguntas

O Velho Buldogue finalmente resolve se abrir, contar sua história e revelar seu verdadeiro nome para Léo e Oliver. Outras surpresas vão surgir, mas você só vai descobrir ouvindo este episódio (ou lendo o capítulo correspondente). Este é o décimo segundo capítulo do livro Tudo que tenho de fazer é sonhar, escrito por Eddie Silva.

Um pequeno trecho de Respondendo a três perguntas:

Enquanto o Velho Buldogue abria o galpão, ordenou que seus cachorros ficassem do lado de fora. Skipper ameaçou entrar, mas Oliver deu a mesma ordem. Só conhecia duas pessoas em todo o universo que mandavam em seus cães e eles obedeciam. Tudo bem que o meu universo se restringia àquela pequena cidade. Mesmo assim, dentro do meu campo de conhecimento, não eram muitos
os cães tão civilizados.

O galpão era enorme e pouco iluminado. Só depois que o Velho Buldogue abriu as janelas e que a luz do sol entrou, foi possível ver o que tinha em volta. Parecia uma galeria de arte. Várias esculturas com peças velhas de metal. Mesmo aqueles que não se interessassem por arte, como era o meu caso, ficariam impressionados com as obras.

“O senhor que fez todas? ”, perguntou Oliver. “Quanto tempo levou? ”, emendei, sem acreditar no que via. Sem nenhum amigo na cidade, ninguém tinha ciência daquele material. Tudo que sabíamos é que ele era um velho ranzinza com um monte de cães raivosos. Agora estávamos conhecendo o artista por trás do mito.

“Eu faço quando encontro peças velhas pelas ruas ou dentro da mata. É uma forma de manter a cidade limpa e a cabeça ocupada.”

Respondendo a três perguntas é o décimo segundo capítulo do livro Tudo que tenho de fazer é sonhar, escrito por Eddie Silva.

Comece a ouvir o programa e deixe seu comentário.

Assine o nosso Feed.

Página com todos os episódios aqui.

Ouça também no 

Be First to Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.