Home Fagner Artigo Pauta: Como fazer? Para que serve?

Pauta: Como fazer? Para que serve?

Pauta: Como fazer? Para que serve?
0

Pauta, no meio jornalístico, é nome dado a uma proposta de matéria ou reportagem

É sempre bom fazer o planejamento de atividades complexas. O engenheiro elabora sua planta baixa, o desenhista rabisca seu esboço, o cozinheiro tem suas receitas, o jornalista tem a pauta. É por meio dela que o repórter define o tema, traça um encaminhamento – e consequentemente a melhor forma de realizar a apuração –, define as fontes, propõe perguntas e estabelece critérios para a matéria.Uma boa pauta precisa conter a indicação de tudo isso.

  • É preciso, no entanto, analisar se a pauta tem:
  • Importância para o público alvo do jornal;
  • Informações novas, que ainda não sejam de conhecimento público;
  • Relevância maior do que os outros assuntos propostos para aquela mesma edição.

Vejamos um exemplo:

Data: 15/04/2019

Redator: J. Fagner

Editoria: Cidades

Tema: Buraco na rua XPTO está atrapalhando o trânsito

Histórico: Um buraco no asfalto da rua XPTO está atrapalhando. Os comerciantes da região estão se sentindo prejudicados. Dizem que as vendas diminuíram 30 % desde que o buraco surgiu. Os motoristas estão sendo obrigados a fazer outro caminho porque é impossível passar de carro. Alguns moradores reclamam dos riscos para seus parentes idosos que transitam a pé. Uma cadeirante, moradora daquela rua, mal está conseguindo sair de casa. Quando chove o buraco vira uma pequena lagoa.

Encaminhamento: Faremos a cobertura de como os moradores e comerciantes da região estão enfrentando o problema. De que forma aquele buraco atrapalha a vida na vizinhança? Quais são os principais riscos causados pela ruptura do asfalto?

Questões que precisam ser respondidas na matéria:

  • – Há quanto tempo aquele buraco existe?
  • – A prefeitura já foi avisada?
  • – O buraco representa risco de fato para idosos e veículos?
  • – O vereador do bairro já tem previsão para quando o problema será sanado?

Fontes:

Seu Manuel Alves da Silva

Dono da padaria do bairro, localizada bem em frente ao buraco. Seu Manuel é dono daquele estabelecimento há mais de 10 anos. Tem reclamado da diminuição de sua clientela, segundo ele, graças ao buraco em frente à sua padoca.

Dona Henriqueta Santos

Senhora de 72, cadeirante e moradora daquela rua há 34 anos.

Orlando Republicano

Vereador eleito pelo bairro. Deveria ser o responsável por ouvir a comunidade e resolver esse tipo de coisa.

Rafael Peloponeso

Urbanista e engenheiro civil. Pode tecer uma análise sobre a estrutura do problema.

******

Esse é só um modelo muito simplificado. É possível encontrar versões muito mais bem elaboradas pela internet. A ideia é traçar um roteiro a seguir, ter algumas fontes definidas para começar a apuração – o que não impede que outras fontes sejam incluídas ao longo do desenvolvimento da matéria –, entender o foco que será dado e definir algumas perguntas que devem ser respondidas pela pesquisa. É importante que a reportagem traga respostas, além das rotineiras denúncias.

Observe que o assunto é relevante para aquela comunidade no entorno do buraco, a pauta trás a proposta de conversar com o vereador para buscar uma previsão de quando o problema será resolvido e, dependendo das outras propostas de pauta apresentadas para aquela edição, esse tema pode terminar em matéria ou ser descartado.

É importante destacar que a pauta exige certa apuração prévia. Temos que analisar quem estará disposto a falar (fontes), qual o histórico daquele assunto, se outros veículos de comunicação já deram a notícia. Antes dessa primeira apuração poderemos trazer uma sugestão temática, a qual chamamos de pré-pauta. Ela serve para levantar hipóteses, mas dificilmente será aceita pelo seu editor antes de um breve levantamento de informações.

José Fagner Alves Santos

jotafagner José Fagner Alves Santos é jornalista (MTB 0074945/SP) e Mestre em Educação. Fã de Ernest Hemingway, Tom Wolfe, Gay Talese, Hunter Thompson, John Hersey e Eliane Brum. Faz um arremedo de jornalismo literário. Colabora no Jornal Bem te Vi e no Diário de Promissão apresentou durante dois anos o Podcast Mídias e Modos. Já escreveu para o extinto Internet Geral e, recentemente, começou a colaborar como MixPoint.

Deixe uma resposta