Home Mariana Mascarenhas Cinema Para Roma Com Amor

Para Roma Com Amor

0

 

 
 
De forma descontraída e dotada de um humor leve, bem trabalhado e envolvente, a trama de Para Roma com Amoré mais uma produção do cineasta Woody Allen, que após ter filmado na Inglaterra, Espanha e França, escolhe a Itália como pano de fundo para este seu novo filme.
 
Como é de praxe em suas produções, Allen mescla a beleza da cidade filmada às situações embaraçosas e simultaneamente de caráter algo leviano nas quais os personagens se envolvem.
 
Sua participação no filme é um dos destaques humorísticos, ao entreter e divertir a plateia com suas tiradas. Neste último roteiro do diretor norte-americano, quatro histórias dotadas de aspectos surreais acontecem simultaneamente em tempos diferentes.
 
Na primeira trama ele interpreta um empresário musical norte-americano aposentado que não obteve muito sucesso em sua carreira e está em busca de uma nova chance, na esperança de se alavancar profissionalmente. Ao desembarcar na Itália junto com a mulher para conhecer seu mais novo genro, ele descobre no pai do noivo de sua filha a chance que queria quando o escuta cantando ópera no chuveiro e demonstra grande talento vocal.
 
Depois de o grande cantor fracassar em alguns testes vocais, o empresário descobre que o homem só consegue soltar sua voz de verdade debaixo do chuveiro e resolve montar até mesmo um espetáculo musical com o cantor sem que ele se separe de sua ducha.
 
O surrealismo também está fortemente presente em outra história, que traz uma sutil e bem trabalhada crítica às vidas rotineiras desprovidas de surpresas, através do monótono e metódico personagem que não passa de um cidadão comum, mas que, de um dia para o outro, é surpreendido por centenas de jornalistas à sua porta. O espanto do simples homem aumenta ainda mais à medida que ele dá entrevistas respondendo a perguntas totalmente fúteis, como o que comeu no café da manhã, se choverá ou não, o que faz com que ele aumente cada vez mais sua popularidade.
 
Outro segmento da trama nos mostra um rapaz recém-casado que aguarda pela chegada dos tios para que estes conheçam sua esposa. Enquanto ela vai ao cabeleireiro se arrumar, o homem é surpreendido pela chegada de uma prostituta em sua casa (interpretada por Penélope Cruz) a qual é confundida com a mulher do rapaz pelos parentes dele. Enquanto a garota de programa acaba sendo obrigada a se passar pela esposa dele, a verdadeira mulher também enfrenta altas confusões ao se encontrar pessoalmente com seu ator preferido, que a chama para jantar.
 
Talvez o segmento do filme mais desprovido de toques humorísticos e surpreendentes, conferindo até mesmo certa monotonia, seja a história de um casal de namorados cuja garota abriga a amiga na casa deles por um tempo e o rapaz (interpretado por Jesse Eisenberg, de A Rede Social) acaba se apaixonando loucamente pela amiga da namorada.
 
Vale a pena conferir e se divertir com os humores surreais trazidos por Allen enquanto nos deliciamos com as belezas históricas de Roma.
 
Por Mariana da Cruz Mascarenhas
Mariana Mascarenhas Mestra em Ciências Humanas. Jornalista. Especialista em Metodologia do Ensino na Educação Superior e em Comunicação Empresarial. Blogueira de Cultura e Economia. Assessora de Comunicação. Sou apaixonada por programas culturais – principalmente cinema, teatro e exposição – e adoro analisar filmes, peças e mostras que vejo (já assisti a mais de 150 espetáculos teatrais). Também adoro ler e me informar sobre assuntos ligados à economia nacional e internacional para escrever e debater as informações.

Deixe uma resposta