Musical Dancin’Days transforma teatro em discoteca dos anos 70

Foto Leo Aversa

Até o dia 28 de abril de 2019, o palco do Teatro Opus se transforma numa verdadeira pista de dança dos anos 70 de uma forma divertida e envolvente no musical O Frenético Dancin’Days, escrito por Nelson Motta e Patrícia Andrade e dirigido por Deborah Colker. Mesmo quem não viveu a frenesia dessa época, certamente se encanta com as coreografias e músicas apresentadas no espetáculo, afinal não há como ficar parado ao som de tantos sucessos consagrados que se eternizaram na mente e no coração de muitos.

Com 17 atores e seis bailarinos, a peça revive os tempos áureos da disco music dos anos 70 ao contar a história da badalada casa noturna carioca Dancing Days, inaugurada em 5 de agosto de 1976, marcando a chegada da discoteca no Brasil. Criada pelos amigos Nelson Motta, Scarlet Moon, Leonardo Netto, Dom Pepe e Djalma, a boate fez a alegria de muita gente que via nela uma espécie de refúgio para se desprender de suas máscaras e assumir seu verdadeiro “eu”, num lugar onde reinava a liberdade e preconceito não tinha vez, em plena época da ditadura militar.

Apesar de seu curto funcionamento de apenas quatro meses, a casa fez história, proporcionando algo inédito no Rio de Janeiro e agitando as noites cariocas com a presença de grandes personalidades da música, como Rita Lee, Raul Seixas e Gilberto Gil. Além disso, o musical não poderia deixar de ressaltar um grupo que fez sucesso e que começou na boate: As Frenéticas. O grupo era formado por seis atrizes desempregadas, que foram contratadas, inicialmente, como garçonetes da discoteca, no entanto, não demorou muito para seus talentos deslancharem assim que elas começaram a fazer breves apresentações no lugar.

Para ilustrar todo o encanto da Dancin’Days, a peça conta com cenários e figurinos da época, criados com perfeição para levar o público a uma verdadeira viagem no tempo. Além disso, as coreografias muito bem elaboradas e sintonizadas, ao som de tantos sucessos musicais, impedem que o público se aquiete na cadeira, envolvidos pelo ritmo musical da peça.

O espetáculo possui um repertório de quase 30 sucessos musicais como Everybody Dance (B. Ewards /N. Rodgers), We are family– (B. Edwards / N. Rodgers), I feel love– (Giorgio Moroder / Donna Summer / Peter Bellotte), Celebration – (Charles Smith / Dennis D.T. Thomas /Eumir Deodato / Earl Toon / George Funky Brown / James J.T. Taylor / Robert Spike Mickens / Ronald Bell), Stayin´ Alive – (Barry Gibb / Robin Gibb / Maurice Gibb), Vem quente que eu estou fervendo – (Carlos Imperial / Eduardo Araújo), Perigosa – (Rita Lee / Roberto de Carvalho / Nelson Motta), entre muitos outros. Impossível ficar parado(a)!

Serviço:

Musical O Frenético Dancin’Days

Onde: Teatro Opus (Shopping Villa-Lobos): Avenida das Nações Unidas, no 4777, Alto de Pinheiros. Bilheteria: de terça a domingo, das 12h às 20h.

Quando: sextas às 21h; sábados às 17h e às 21h e domingo às 18h

Quanto: R$ 75 a R$ 170 (inteira). Vendas na bilheteria do teatro ou pelo site uhuu.com

Até 28 de abril de 2019

 

Mariana Mascarenhas

Mestra em Ciências Humanas. Jornalista. Especialista em Metodologia do Ensino na Educação Superior e em Comunicação Empresarial. Assessora de Comunicação. Blogueira de Cultura e de Mídias. Sou apaixonada por programas culturais – principalmente cinema, teatro e exposição – e adoro analisar filmes, peças e mostras que vejo (já assisti a mais de 150 espetáculos teatrais). Também adoro ler e me informar sobre assuntos ligados às mídias de modo geral e produzir conteúdos a respeito.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.