Jesus anda meio desmoralizado.

Princialmente entre os evangélicos que guiados por seus auto entitulados bispos, pastores e apóstolos, colocaram no poder um outro “Messias”, o Bolsonaro.

Bolsonaro recentemente participou da famosa Marcha para Jesus, que cada vez mais tem menos da presença de Jesus, especialmente se no evento ao invés de falarem em Jesus os caras passam horas falando de política.

E como se não bastasse, o concorrente de Jesus – o Messias Bolsonaro – comparece ao evento para fazer sinal de revólver com as mãos.

Jesus está demorando tanto pra voltar, que seus seguidores, pelo menos aqui no Brasil, já começaram a ir para o plano B. Vai que o cara não volta…
Aí começam a chamar o cara de “pedra angular” e até “enviado de Deus”. Fala sério!

Com tanto Messias no coração era de se esperar que houvesse alí um pouco do amor proposto por Jesus. Só que não! Afinal, esse “Messias” nada de celestial traz consigo.

Aí outro dia morreu o netinho do Lula e chovem comemorações e ofensas nas redes sociais.

Morre agora o Paulo Henrique Amorim, conhecido opositor de Bolsonaro, e novamente bolsonaristas comemoram nas redes sociais.

Não surpreende que eles defendam mais armas, ao invés de mais educação. Pessoas educadas deveriam ter bom senso, primar pela vida, direitos humanos e liberdade de pensamento.
Comemorar quando uma desgraça sobrevém a uma família não me parece um gesto educado e tampouco cristão.

E você me pergunta se o Diabo tem algo a ver com tudo isso. Claro que não!
O Diabo não quer o Brasil pior do que já está. Basta visitar um bairro pobre e você logo perceberá que quanto mais pobre uma comunidade, mais nela proliferam templos religiosos.

Mais massa de manobra. Mais gente pra fazer sinal de revólver com as mãos. Sinal esse inclusive, muito parecido com o que é feito por criminosos nas fotos que postam em redes sociais.

Jesus deve se revirar no túmulo!

  • Mariana Catugi Silva

    Grande Pátria desimportante, terra de “João ninguém”, hipocrisia à flor da pele, falta de respeito e pudor. Bem vindo ao Brasil, casa da “Mãe Joana “!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.