Home O Garoçá Meio Ambiente Fotos: Após o temporal, roupas aparecem em meio ao lixo na Praia do Costão

Fotos: Após o temporal, roupas aparecem em meio ao lixo na Praia do Costão

Fotos: Após o temporal, roupas aparecem em meio ao lixo na Praia do Costão
0

Não é novidade que a Praia do Costão, em Peruíbe/SP,  costuma ser um local onde aparecem muitos lixos trazidos pelo mar, mas, após o temporal destes últimos dias, chama a atenção a quantidade de roupas jogadas na faixa de areia.

Confira as fotos:

“bolo” de roupas chegando à Praia do Costão
Outra foto mais aproximada
Roupa íntima jogada na areia da Praia
Duas calças “jeans” aos farrapos
Uma peça no primeiro plano e outra mais ao fundo
“Sutiã” e uma roupa colorida. Seria uma saída de praia?
Outra foto das peças citadas acima com o prédio ao fundo
Agasalho “protegendo” a areia do frio
Detalhe do agasalho. Você perdeu algum?
Outra blusa trazida pela maré
Sapato e outro trapo de peça
Calça retorcida conforme o movimento da maré
Dois galhos “conversam” sobre a sujeira. Um cruza as pernas e aponta com o braço
Temporal deixa a Praia do Costão muito suja

 

Temporal deixa a Praia do Costão muito suja

De acordo com o biólogo e monitor ambiental, Amilton Pedroso de Aguiar:

As roupas vieram, provavelmente, por conta das fortes chuvas que ocorreram nos últimos dias e este material pode fazer mal para o ecossistema por que podem ser ingeridos pelos animais, principalmente pelas tartarugas marinhas”,

-disse

 

Crédito de fotos: Marcio Ribeiro

Contato: [email protected]

 

Márcio Ribeiro Sou Jornalista, Guia de Turismo, Monitor Ambiental, Técnico em Lazer e Recreação e Guia de Birdwatching. Sou um caiçara com orgulho das matas da Juréia. Trabalhei na Rádio Planeta FM, sou um dos fundadores do Jornal Bem-Te-Vi e participei de uma reunião de criação do Jornal do Caraguava. Fiz estágio na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Peruíbe e no Jornal Expresso Popular, do Grupo "A Tribuna", de Santos, afiliada Globo. Fui Diretor de Imprensa na Associação dos Estudantes de Peruíbe - AEP. Trabalhei também em outras áreas. Atualmente, escrevo para O Garoçá, Editoria Livre e para a Revista Editoria Livre.

Deixe uma resposta