Fotógrafa inglesa expõe trabalho “Xingu Raízes” no Museu Conceição de Itanhaém

O Museu Municipal Conceição de Itanhaém está com a exposição fotográfica “Xingu Raízes”, de autoria da fotógrafa inglesa, naturalizada brasileira, Maureen Bisilliat, e textos dos irmãos indigianistas, Cláudio e Orlando Villas-Boas.

As fotos ficarão expostas de segunda à sábado, das 11 às 17 horas, até o dia 30 de maio, no museu, que fica à Praça Carlos Botelho, Prédio da Câmara e Cadeia, no  Centro de Itanhaém. O valor da entrada é de R$ 2,00 e estudantes pagam meia entrada, desde que apresentem a carteirinha. Idosos com 60 anos ou mais, crianças menores de 12 anos e pessoas com necessidades especiais não pagam.

Veja algumas fotos:

“Todo dia era dia de Índio”
(Jorge Benjor)

“A cultura produzida pelos índios, seja qual for a sua etnia, transborda de beleza, perfeição e simetria. Sua arte é um diálogo firme e feliz com a natureza que o rodeia. Dessa forma a sua união com todos os elementos naturais é sublime.”
(Fátima Cristina Pires)

” Quando o português chegou debaixo de uma bruta chuva vestiu o índio. Que Pena! Fosse uma manhã de sol. O índio tinha despido o Português.”
(Oswald de Andrade)

Venha prestigiar uma das culturas Maters da nacionalidade brasileira.

SERVIÇO

Exposição Fotográfica “Xingu Raízes”

Local: Museu Conceição de Itanhaém,  Praça Carlos Botelho, Prédio da Câmara e Cadeia, no  Centro de Itanhaém.

Quando: De segunda à sábado, das 11 às 17 horas, até o dia 30 de maio

Ingresso: R$ 2,00 e estudantes pagam meia entrada, desde que apresentem a carteirinha. Idosos com 60 anos ou mais, crianças menores de 12 anos e pessoas com necessidades especiais não pagam.

Acervo doado por Sueli Gibran Pogibin

Texto e Colaboração: Fátima Cristina Pires

Texto e Postagem: Márcio Ribeiro

Fotos: Maureen Bisilliat

Contato: [email protected]

Percorrendo as praias de Peruíbe e região

 

Márcio Ribeiro

Sou Jornalista, Guia de Turismo, Monitor Ambiental, Técnico em Lazer e Recreação e Guia de Birdwatching. Sou um caiçara com orgulho das matas da Juréia. Trabalhei na Rádio Planeta FM, sou um dos fundadores do Jornal Bem-Te-Vi e participei de uma reunião de criação do Jornal do Caraguava. Fiz estágio na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Peruíbe e no Jornal Expresso Popular, do Grupo "A Tribuna", de Santos, afiliada Globo. Fui Diretor de Imprensa na Associação dos Estudantes de Peruíbe - AEP. Trabalhei também em outras áreas. Atualmente, escrevo para O Garoçá, Editoria Livre e para a Revista Editoria Livre.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.