Dez vídeos com diferentes jornalistas para dar dimensão da multiplicidade de formas e estilos

Há muito tempo que a audiência da internet tem migrado para os sites de vídeo on demand. O maior deles, sem sombra de dúvida, é o Youtube. Para o bem ou para o mal, a plataforma é o segundo maior sistema de busca da internet. Pensando nisso, resolvi pinçar dez entrevistas com jornalistas que nos permitam ter uma melhor compreensão do que é o fazer jornalístico. Os vídeos não estão elencados por ordem de relevância, fui colocando à medida em que fui me lembrando. Essa é uma lista que eu daria para qualquer iniciante na profissão. Acho muito importante ter noção da multiplicidade do nosso jornalismo.

Vamos a ela:

01 – Entrevista especial de Ricardo Boechat ao jornalista Eduardo Barão

Nessa entrevista que se tornou um clássico, o jornalista Ricardo Boechat relembra o início da carreira, quando ainda morava no Rio de Janeiro. O comunicador também falou do respeito ao público, e da grande motivação de se fazer jornalismo independente, com credibilidade.

02 – Entrevista com Sikêra Júnior no programa The Noite

Danilo Gentili conversa com um dos âncoras mais engraçados do Brasil, o cara que fez profecias sobre maconheiros, Sikêra Júnior. Essa entrevista dá uma noção do jornalismo que é feito em boa parte do interior brasileiro.

03 – Entrevista com o jornalista e escritor Eduardo Bueno

O escritor e jornalista Eduardo Bueno em entrevista para o programa do Tribunal de Justiça de Santa Catarina – TJSC. Bueno fala sobre seu trabalho com livros de história e da publicação da coleção Terra Brasilis. Importante notar a necessidade de conhecimento histórico no exercício da profissão.

04 – Jornalismo e ceticismo com Pedro Bial


O jornalista Pedro Bial, num bate papo com o filósofo Luís Felipe Pondé, fala das suas percepções sobre as funções do jornalismo, as obrigações do ofício, seus ideais, seus erros e acertos e suas múltiplas contradições. Com uma honestidade que lhe é muito peculiar, Bial traça um panorama da profissão de comunicador.

 

05 – Leda Nagle no programa Morning Show da Jovem Pan

Em entrevista à equipe do Morning Show – programa matutino da emissora de rádio Jovem Pan – a jornalista Leda Nagle conta um pouco sobre sua carreira, sua demissão do programa Sem Censura, seu recomeço com um canal do Youtube, além de muitos casos saborosos de sua trajetória.

 

06 – Audálio Dantas no programa Provocações

Um dos mais completos personagens da história recente desse país e do jornalismo brasileiro, Audálio Dantas fala ao Provocações sobre sua trajetória profissional: desde o início de carreira, quando teve a incumbência de entrevistar Guimarães Rosa, que não tinha o hábito de dar entrevistas. Com mais de 50 anos de profissão, Audálio revela seu trabalho mais marcante, além de nos explicar o porquê assumiu a presidência do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo no auge da ditadura militar.

07 – José Hamilton Ribeiro o repórter do século

Essa não é bem uma entrevista, mas um programa especial sobre aquele que é considerado o maior repórter brasileiro de todos os tempos. José Hamilton Ribeiro, 81 anos e 60 de jornalismo, é conhecido pelos colegas de profissão como “o príncipe dos repórteres” ou, simplesmente, o “repórter do século”. Somente prêmios ‘Esso’ – por muito tempo a maior distinção da imprensa nacional -, ele tem sete. Mas os troféus não dizem tudo sobre o único repórter brasileiro a cobrir in loco a guerra do Vietnã e que se tornou o porta-voz da vida no campo no principal canal de televisão do país. Criado em uma fazenda, José Hamilton descobriu o jornalismo por meio do ‘corvo’ – apelido do jornalista Carlos Lacerda.

08 – Malu Gaspar durante o lançamento de seu livre sobre Eike Batista

Malu hoje é repórter da revista Piauí, na época dessa entrevista ela era editora de VEJA no Rio de Janeiro e autora do livro-reportagem que conta a ascensão e queda da empresa OGX. Nesse livro ela relata como o ex-bilionário brasileiro, que já foi considerado o homem mais rico do país, sofreu traições e cometeu “erros de proporções planetárias”.

 

09 – Fernando Morais no Entre Vistas

Fernando Morais é mineiro, mas fez carreira em São Paulo. Passou pela revista veja, jornal da tarde e folha de São Paulo. Também trabalhou na TV cultura e portal IG. Como repórter recebeu vários prêmios, mas foi como escritor que Fernando se consagrou. Ele é autor de Best Sellers, como: Olga, Chatô e o mago e é hoje um dos mais importantes biógrafos brasileiros. Há pouco mais de dez anos o autor se dedica a dois projetos no mínimo polêmicos: a biografia do político baiano Antônio Carlos Magalhães e às memórias do ex-ministro José Dirceu durante o governo lula. Fernando morais também teve carreira política: durante oito anos foi deputado estadual pelo PMDB de São Paulo e secretário de estado da cultura e da educação

10 – Renata Lo Prete em entrevista para o documentário O Mercado de Notícias

Enquanto colhia entrevistas e depoimentos para o seu documentário O Mercado de Notícias, Jorge Furtado disponibilizou a íntegra dessas entrevistas no Youtube. Todas elas são muito interessantes. Trago aqui essa com a Renata, mas recomendo todas as outras.

O que você achou dessa lista? Tem alguma outra que gostaria de sugerir? Alguma dessas te pareceu de maior destaque. Deixe suas impressões aqui nos comentários. Sua participação é sempre importante.

José Fagner Alves Santos

 

There are currently no comments.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.