Peruíbe ganhou mais um registro do Gavião-pombo-pequeno (Amadonastur lacernulatus), ameaçado de extinção e que só existe no Brasil.

A vez foi da bióloga mexicana, Karina Avila, que está completando um ano no Brasil, vem realizando registros e estudando os biomas do país, principalmente a Mata Atlântica: “Fotografar o Gavião-pombo-pequeno foi emocionante por ser um animal endêmico e muito bonito”. disse.

Segundo ela, a Mata Atlântica surpreende pela diversidade de sua fauna e flora e em qualquer lugar pode ser encontrado algo novo: ” Penso que ainda há muito para se fazer e estudar nas matas do Brasil. Ainda há muita coisa para ser descoberta.”

O Gavião-pombo-pequeno vive entre o nível do mar até cerca de 900 m de altitude no litoral brasileiro, de Santa Catarina até o Rio Grande do Norte. Alimenta-se de aranhas, pequenas cobras, roedores, pequenos mamíferos, lagartixas, insetos, aves e mocós.

Com este novo registro, Peruíbe contabiliza 81 fotos no site wikiaves, sendo que o primeiro foi de  Bruno Lima, em 2007.

Texto: Márcio Ribeiro

Foto: Karina Avila

Fonte: Wikiaves

ogaroca@bol.com.br