Avenida 17: Crateras podem atrapalhar o início das aulas na Escola do bairro

A Avenida 17, no Antonio Novaes, principal acesso aos Bairros do Recreio Santista e Vatrapuã, está novamente com enormes buracos.

Apesar de estar se deteriorando em toda a sua extensão, as maiores crateras estão localizadas em frente à única escola infantil do Bairro, o que pode causar problemas quando as aulas começarem, como conta a dona-de-casa Fátima Albuquerque: “Já não temos calçadas e agora, com a rua cheia de buracos e com os carros desviando, por onde as crianças vão passar?”

A Preocupação dela é procedente, pois no horário de entrada e saída dos alunos, o local fica uma bagunça: Alunos, pais, bicicletas, motos, pedestres e ônibus tentam desviar dos buracos ao mesmo tempo. “Já temos que desviar das crianças que ficam no meio da rua, desviar também dos buracos pode ficar perigoso”, lembrou um motorista que não quis se identificar.

A Prefeitura já fez reparos no local, mas se tivesse qualidade nos serviços executados, os buracos não voltariam.

A reportagem de O GAROÇÁ procurou a prefeitura para explicações e recebeu a seguinte resposta:  “A Prefeitura está aguardando a chegada de material para fazer o reparo no local. Isso está sendo possível somente agora com a abertura do orçamento deste ano. Não há um prazo específico para a intervenção, o que deve acontecer no decorrer do mês de fevereiro”.

Reportagem e Fotos: Márcio Ribeiro

Postagem: O Garoçá

Todos os direitos reservados – Janeiro de 2017

[email protected]

MTB 0078407

Sobre o autor

 | Website

Sou Jornalista, Técnico em Turismo, Monitor Ambiental, Técnico em Lazer e Recreação e observador de pássaros. Sou membro da Academia Peruibense de Letras e caiçara com orgulho das matas da Juréia. Trabalhei na Rádio Planeta FM, sou fundador do Jornal Bem-Te-Vi e participei de uma reunião de criação do Jornal do Caraguava. Fiz estágio na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Peruíbe e no Jornal Expresso Popular, do Grupo "A Tribuna", de Santos, afiliada Globo. Fui Diretor de Imprensa na Associação dos Estudantes de Peruíbe - AEP. Trabalhei também em outras áreas. Atualmente, escrevo para "O Garoçá / Editoria Livre" e para a "Revista Editoria Livre."


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações