Duas poesias “Perguntas e Respostas”, com Marcelo Ribeiro

Duas poesias “Perguntas e Respostas”, com Marcelo Ribeiro

02/22/2022 2 Por Márcio Ribeiro

Marcelo Ribeiro “A”  &  Márcio Ribeiro “B”

PRIMEIRA

Alegria que eu desprezo
Todo dia é perda de tempo
Não adianta tanto lamento
E com mais nada eu me alegro (A)

Gerações voam-se aos ventos
Vão-se os filhos chegam os netos
Se reproduzem feito insetos
Sem ver o que está dentro (B)

Lá dentro está a salvação
Mas isso pode surpreender
Mas é fácil compreender
Que lá também está a perdição (A)

Devemos escolher o nosso próprio caminho
Para não perdermos a direção
E com uma enorme atenção
Para andarmos sempre sozinhos (B)

Mas nem tudo está perdido
Só depende de nós
E isso é a sós
Para a lição ter aprendido (A)

Se você está arrependido
Proclame a sus voz
Desate os seus nós
E não fique dividido

E liberte os seus sentidos… (B)

(Márcio Ribeiro / Marcelo Ribeiro)
11/03/2003

-o-

SEGUNDA

Mais uma vez estou sozinho
Me perdendo em meus caminhos
Como a chuva chova lá fora
Como já estive em outras horas (B)

O que sinto no peito é aperto
Nem sempre eu tive acerto
O que tive foi só esnobação
Como se no peito desse um beliscão (A)

É  uma dor que dói pra dentro
E me esquiva do mais belo sentimento
Uma flagrância a me atormentar
Com uma fragrância pelo ar (B)

O que eu quero é liberdade
E sair da tempestade
Pra ficar na calmaria
E mais feliz eu ficaria (A)

Eu quero ver o sol raiar
E do pássaro o mais belo cantar
E passa a noite e um novo dia
E passa o vento e vem a brisa (B)

Eu quero me livrar
Eu quero relaxar
E livrar meu coração
De toda a solidão (A)

(Márcio Ribeiro / Marcelo Ribeiro)
11/03/2003

Autoria e Criação: Márcio Ribeiro / Marcelo Ribeiro
Data: 11/03/2003
Imagem: De Cindy Lever, por pixabay