Publicado em 07/03/2015

Por Mariana da Cruz Mascarenhas 

Branco, negro ou amarelo; pobre, rico ou milionário; gaúcho, mineiro, carioca ou estrangeiro. Essas e muitas outras heterogeneidades se reúnem num mesmo lugar que mais se assemelha a um continente, mas na verdade é uma megacidade: São Paulo.

Fundada em 25 de janeiro de 1554, São Paulo possui hoje uma população municipal de 11,9 milhões de habitantes (dados do IBGE de 2014) e uma população metropolitana de 21 milhões de habitantes, constituindo uma das maiores metrópoles do mundo. Considerada um dos mais importantes polos econômicos da América Latina e principal centro financeiro do Brasil, a megalópole abriga a sede de grandes empresas nacionais e internacionais, exercendo grande influência na economia global e atraindo o turismo de negócios.

Mas a cidade de São Paulo se destaca em inúmeras outras áreas e uma delas é o mercado de entretenimento, que apresenta uma riqueza cultural fantástica, seja na música, teatro, dança, cinema ou exposição. São 282 salas de cinema, 125 museus, 164 teatros, 39 centros culturais, 146 bibliotecas, entre outros (dados da SPTuris de 2014). A gastronomia é outra categoria paulistana que se destaca pela variedade de restaurantes (cerca de 15 mil de acordo com a SPTuris) que oferecem comidas típicas de todos os lugares do mundo. Toda essa efervescência cultural, aliada à riqueza gastronômica paulistana, estão juntas e misturadas no espetáculo Sampa, O Musical dirigido por Ulysses Cruz.

Apresentados às quintas e sábados na casa de shows Terra da Garoa, o espetáculo leva o público a uma deliciosa viagem pela história de São Paulo sob a narração do personagem Oswald de Andrade – o grande poeta e dramaturgo brasileiro (1890 – 1954) – focando especialmente a Semana de Arte Moderna de 1922.

Durante os 80 minutos de duração do musical, a plateia é embalada pelo repertório do espetáculo, que traz composições de Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini, Dorival Caymmi, Paulinho da Viola, Vinícius de Moraes, entre outros. As canções são cantadas por Thobias da Vai e Vai e por Elizeth Rosa. Ambos se revelam incríveis em suas vozes, que empolgam a plateia e a levam a cantar junto com eles.

Catorze músicos e ritmistas e quinze bailarinos fazem parte do espetáculo, enriquecendo os números musicais com coreografias sincronizadas, acompanhas de cenários e figurinos coloridos e reluzentes.

A heterogeneidade cultural paulistana é muito bem enfatizada nesta produção, que traz para o palco – criado especialmente para a produção do musical – todo o encanto e tradicionalismo de aspectos culturais tão típicos de outros lugares do Brasil e também muito presentes aqui em São Paulo, como a Festa Junina e a capoeira. Também é possível acompanhar toda a transformação do carnaval paulistano ao longo das últimas décadas.

Antes do show, os espectadores ainda podem desfrutar de um jantar completo oferecido pelo Terra da Garoa que faz referência direta ao banquete oferecido pela família Prado aos modernistas de 1922.