“Quando pensei que havia te esquecido,
O vento trouxe as folhas secas outra vez;
Algo em mim fora aquecido,
Reascendeu uma forte insensatez.

Parte de mim houvera morrido,
Mas o vento me trouxe sua voz
Que, insistentemente, sussurra a meus ouvidos
A canção de um destino atroz.

Balbucia,embala,alucina,
Faz sentir-me beijada
Pelas gotas de chuva repentinas
Que ao vento se tornam aliadas.

Impregnam na minha pele estremecida,
Sinto cheiro de terra molhada;
Extasia a beleza adormecida,
Refletindo meus olhos sob o nada.

Eu digo:
– Vento, vá embora,
Deixe-me seguir meu caminho!
E ele não se vai, se enfurece e me ignora,
Transforma minha vida num redemoinho”.

Criação e Autoria: Tássia Souza*

Imagens: Pixabay

*Tássia Souza mora em Peruíbe. É graduada e licenciada em Letras Português/Inglês pela Universidade Católica de Santos – Unisantos. Leciona na rede estadual de ensino da região. Escreveu mais de 40 poemas, crônicas entre outras artes, além de cantar e compor nas horas vagas.

[email protected]

“Levando arte e cultura para Peruíbe e região”

 

There are currently no comments.