Por meio de danças, trilha sonora ao vivo, interação com a plateia, poesia e outros aspectos, o grupo teatral Cia. do Tijolo encena a peça O Avesso do Claustro, que conta a trajetória de Dom Hélder Câmara. O espetáculo acontece apenas até este domingo – 29 de julho de 2018 – no Galpão do Folias, localizado no bairro de Santa Cecília, em São Paulo.

Dirigido por Rodrigo Mercadante e Dinho Lima, também intérprete do protagonista, a peça narra o encontro de Dom Helder com três personagens fictícios: um pesquisador cético que vai até Recife se informar sobre a vida do bispo, uma mulher de vida sofrida em São Paulo e uma cozinheira do Rio de Janeiro.

Com aproximadamente 170 minutos de duração, o tempo passa desapercebido diante da dinamização cênica proposta, acompanhada da narrativa composta por frases realmente proferidas por Dom Helder.

Nascido em Fortaleza, Ceará, no ano de 1909, Dom Helder foi ordenado Sacerdote aos 22 anos de idade mediante autorização da Santa Sé, já que não havia completado a idade mínima de ordenação de 24 anos. No ano de 1936 ele foi transferido para a Arquidiocese do Rio de Janeiro, onde foi nomeado bispo auxiliar. Ao longo de sua vida, destacou-se como uma pessoa de extrema dedicação aos mais pobres, se envolvendo com os mais diversos projetos voltados aos necessitados. Participou ativamente da criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e do Concílio Vaticano II. No ano de 1964, Dom Helder foi nomeado bispo de Olinda e Recife pelo Papa Paulo VI.

Por ser um defensor assíduo dos pobres e ter denunciado diversas torturas no período da ditadura militar, foi perseguido por autoridades brasileiras e ameaçado de morte constantemente. Recebeu o nome de “Arcebispo Vermelho”, como referência ao comunismo, além de ter sido chamado frequentemente de velho comunista. Por conta de seu perfil corajoso e ousado em apontar os erros da sociedade, incomodando principalmente autoridades, foi alvo dos mais diversos tipos de boatos publicados pela imprensa a seu respeito.

Assim, O Avesso do Claustro trata-se de um espetáculo que nos convida a refletir sobre a necessidade de sempre questionar “verdades” já rotuladas, desconstruindo paradigmas, na certeza de que nada é certo e tudo é passível de ser analisado criticamente. Como aconteceu no caso de Dom Helder, que se dispôs a questionar aquilo que autoridades rotulavam como inquestionável, enxergando o mundo além do que aparenta ser.

Serviço:

O Avesso do Claustro 

Onde: Galpão do Folias: Rua Ana Cintra, 213, Campos Elíseos, São Paulo – SP

Quando: quinta a sábado às 20h e domingo às 19h

Quanto: R$ 20,00 (inteira)

Até 29 de julho de 2018