Foto Daniele Voirin

Por Mariana da Cruz Mascarenhas 

Considerado o homem mais influente na história do nosso planeta, Jesus de Nazaré transformou a humanidade, tanto que o mundo dividiu o tempo cronológico em antes e depois de Cristo. As narrações de sua passagem pela Terra foram documentadas no livro mais lido do mundo: a Bíblia. Apesar de ser a obra oficial destinada a contar sua passagem pela Terra, nos livros do Antigo Testamento, há inúmeros outros escritos comprometidos com a mesma tarefa.

É o caso de documentos apócrifos, por exemplo, que são os livros não incluídos na Bíblia. São obras que também narram ensinamentos de Jesus, mas que não foram reconhecidos oficialmente como de inspiração divina para serem escritos. No Teatro Eva Herz é possível conhecer um pouco destes documentos por meio do monólogo teatral Palavras Esquecidas – O Evangelho Segundo Tomé.

Esse texto, localizado na década de 1940 durante as escavações no Egito, apresenta os ensinamentos de Jesus aos povos. O espetáculo é contato ao público do ponto de vista de Tomé (papel de Antonio Interlandi) – o discípulo que às vezes precisava ver para crer – recebendo os ensinamentos e assimilando-os na linguagem.

Num cenário limpo, o ator Interlandi supre qualquer adereço e se basta para traduzir a essência do espetáculo. Mesclando atuação, jogo de palavras e uma bela expressão corporal, o ator exterioriza não apenas no texto como intensamente no corpo a explosão de dúvidas e confusões sofridas por Tomé, quando ouvia as palavras de Jesus.

Junto a essa corporeidade do ator, que nos apresenta uma espécie de dança embalada pelo ritmo das palavras, a iluminação também colabora para exteriorizar a mente do discípulo transitando-o entre a luz e a escuridão conforme refletia o que ouvia.

No transcorrer do tempo da peça, mergulhamos na mente de Tomé e sua tentativa de compreender Jesus. Ele provoca questionamentos na plateia, rompendo o tradicional maniqueísmo, do bem e do mal, e abordando uma dualidade presente em cada um de nós, que pode se desenvolver tanto para o lado bondoso quanto maléfico.

Antonio Interlandi também traduziu e adaptou o texto da peça, juntamente com Jean Gilbert, cuja supervisão de direção é de Nita Klein.

Serviço:

Peça Palavras Esquecidas – O Evangelho Segundo Tomé

Teatro Eva Herz: Livraria Cultura, Conjunto Nacional- Av. Paulista, 2.073 – Bela Vista.

Bilheteria: terça a sábado, das 14h às 21h; domingo, das 12h às 19h.

Informações: (11) 3170-4059.

Temporada: quintas e sextas-feiras, às 21h.

R$ 50,00 (meia R$ 25,00)

Até 9 de dezembro de 2016

There are currently no comments.