Publicado em 15 de maio de 2016

Por Mariana da Cruz Mascarenhas 

Até onde vai a sua fé? Para algumas pessoas, enfrentar situações inesperadas e trágicas ao mesmo tempo pode abalar suas crenças. Mesmo quem se diz muito crente, em algum momento da vida pode questionar-se ou tornar-se mais desesperançoso, quando confrontado (a) com algum problema sério.

É justamente tal cenário que é abordado no longa Milagres do Paraíso, dirigido por Patricia Rigen. O filme narra a história baseada em fatos reais de uma família residente no Texas que vê sua rotina mudar completamente após o casal Christy e Kevin descobrirem que sua filha do meio, Anna, de apenas 10 anos de idade, sofre de uma doença rara e incurável que impede sua digestão e ameaça assim sua vida.

Por se tratar de uma enfermidade rara, a garota só consegue tratamento em Boston e ainda teria que aguardar meses para ser atendida por um médico considerado o maior especialista na doença e que realmente poderia ajuda-la. Uma série de dificuldades começa a abalar a fé de Christy, que sempre se revelou muito religiosa assim como seu marido, ambos são evangélicos e costumam frequentar a igreja juntamente com suas três jovens filhas.

Conforme o tempo passa e a pequena Anna vai sendo acometida por dores terríveis – que já não podem ser amenizadas nem pela forte medicação receitada à garota, fazendo-a desejar até mesmo a própria morte, para maior desespero da mãe, dizendo não haver dores no céu – Christy vai perdendo cada vez mais a sua fé, ao contrário de Anna, que não deixa de ressaltar o quanto Jesus a ama e está contigo.

Mas tudo pode mudar depois que algo surpreendente acontece a Anna, deixando não somente sua família praticamente sem fôlego, como até mesmo os espectadores do longa, e, o que a princípio se revela uma tragédia, pode estar mais ligado a uma manifestação divina do que se imagina.

Mesmo os mais descrentes naquilo que nossos olhos não podem ver acabarão se emocionando diante da história apresentada nos telões. O fato de se tratar de um caso verídico e que envolve uma garotinha de 10 anos já são fortes motivos para amolecer até os corações mais “empedrados”.

Além da intensa dramaticidade que toda a história por si só consegue trazer, tornam o filme ainda mais emocionante as fantásticas atuações de Jennifer Garner e da pequena Kylie Rogers, ambas em sintonia perfeita para dramatizar com fervor a forte ligação entre mãe e filha e a disposição da primeira em não medir limites e esforços para conseguir o tratamento da menina e vê-la livre de sofrimento – cenas de cortar o coração são destaque neste longa como a que mostra Anna gritando de dor e a mãe desesperada trazendo no semblante a vontade de assumir o lugar da filha para evitar tamanha aflição.

Milagres do Paraíso é uma produção que irá agradar e emocionar especialmente os mais religiosos e ainda nos fazer refletir como os verdadeiros milagres estão nas pequenas coisas do nosso dia a dia, as quais muitas vezes não enxergamos por focarmos apenas nos problemas.

There are currently no comments.