Os alunos das escolas estaduais de Peruíbe estão com os seus horários de aulas alterados desde terça-feira, por conta da greve estadual dos professores.

Algumas escolas estão funcionando parcialmente, enquanto outras dispensaram salas ou períodos inteiros.

A greve foi decidida por cerca de cinquenta mil professores que compareceram na paralisação do último dia 15, ocorrida na Praça da República, na capital.

Por enquanto, a paralisação deve  se estender até amanhã (31), data em que vai ocorrer uma assembleia no vão livre do MASP para avaliar a continuidade do movimento, válido em todo o estado.

De acordo com um boletim online da Apeoesp, a luta é contra  a reforma da previdência e pela retirada da PEC 287/2016 do Congresso Nacional. Reajuste imediato de 22,03%, currículo máximo do ensino médio (contra  a retirada de disciplinas) e contra o presidente Temer.

Apesar da costumeira reclamação por parte dos professores de que a imprensa não faz a devida cobertura da luta da categoria, a reportagem de O Garoçá procurou a Apeoesp, por meio da subsede do Litoral Sul, mas até o fechamento desta publicação não recebeu mais informações.

Reportagem: Márcio Ribeiro

Texto e Pesquisa: Márcio Ribeiro

Foto: pragmatismopolitico.com.br

[email protected]

MTB: 0078407

 

There are currently no comments.