A blogosfera ainda é a rede social favorita para quem gosta de produzir conteúdo.

 

Em tempos de Facebook, os blogs continuam servindo de canal de comunicação para um grupo, digamos, mais intelectualizado. Mesmo com muita gente decretando a morte deste meio de comunicação. Parece que a cada dia surgem novas pessoas em busca de meios para dar vazão às suas vozes. Afinal de contas, no blog você pode publicar textos, áudios, vídeos e fotos, mas sem as restrições encontradas no Twitter ou Facebook. Para falar um pouco mais sobre esse assunto eu entrei em contato com o Marcos Lemos do Ferramentas Blog. Ele é blogueiro há muitos anos, desde 2007 se eu não me engano, e hoje vive, em parte, da venda dos seus cursos online e da publicidade divulgada em seu blog. O Marcos respondeu a algumas das nossas questões por e-mail. Leiam a baixo:

1. Você tem investido na produção de cursos como forma de monetizar seu blog. De onde você tirou essa ideia? De onde veio a inspiração? 
 
Este sempre foi um projeto que alimentei, mas demorei para ter uma boa ideia e construir conteúdos e roteiros. Comecei devagar, escrevendo e-books, gravando vídeos para meu canal no Youtube, aprendendo a editar vídeos e dominando mais a minha área de atuação.

A ideia de criar cursos online se firmou com o crescimento do mercado de infoprodutos e a vontade de poder contribuir com um conteúdo mais organizado e sistemático dentro do meu nicho. Claro que alguns eventos que participei e outros cursos online que fiz ajudaram na hora de investir neste projeto.

2. Qual é o seu público alvo com esses cursos? Quem você mira? 
 
Penso no mesmo público que tenho no meu Blog (FerramentasBlog.com), mas com uma lente mais fechada naqueles que querem ser profissionais, viver de seu trabalho online. Me especializei em uma linguagem mais acessível, menos geek, o que ampliou meu público alvo, chegando até àqueles que não dominam tanto as ferramentas e técnicas, mas têm bons projetos, onde pude ensinar para pessoas (sic) que têm blogs com conhecimentos variados, desde o iniciante ao avançado.

3. Sei que essa pergunta deve ter se tornado cansativa, mas tenho que fazê-la: No seu caso, é possível viver apenas com a renda gerada em torno do blog, somando os curso mais publicidade? 
 
Sim. É possível e eu consigo fazer isso: viver apenas da renda que gero com meu blog. Não foi algo da noite para o dia. Comecei ainda em 2007 e só em 2010 comecei a ganhar algum dinheiro com meu blog de forma significativa que pudesse ser melhor que meu trabalho regular de professor.

É bom que todos saibam que não é mágica. É um trabalho como outro qualquer: exige dedicação, esforço diário, horas à frente do computador para produzir, aprender e interagir.

4. A essência do blog como rede social, como ferramenta de comunicação ainda existe ou isso vem se perdendo com o advento do Facebook e similares?
Acredito que houve uma “crise” para a blogosfera desde 2012 que está sendo superada agora. O Facebook cresceu muito nos últimos anos aqui no Brasil e muita gente acabou migrando para as fanpages, como se estas fossem a grande revolução da internet. Mas o fato é que, quando o Facebook mudou o algoritmo do feed de notícias, reduzindo o alcance das páginas, muita gente começou a perceber que não tinha o controle sobre a ferramenta.

O Blog dá mais controle sobre o que fazemos. Por isso, acredito que nos próximos anos os blogs voltarão a crescer no interesse dos produtores de conteúdo como a plataforma segura.

5. Qual sua opinião sobre as centenas de blogs no nicho de ganhar dinheiro? O seu trabalho, por exemplo, busca agregar valor, trazer alguma informação importante para o leitor. Mas existem blogs que têm como única função vender alguma coisa. Qual sua visão sobre esse meio? 
 
Infelizmente há uma grande parcela de pessoas hoje que tem se dedicado apenas em replicar o que outros produzem. É um nicho de mercado, mas percebo que está chegando ao limite, está saturando. Penso que a melhor forma de ganhar dinheiro trabalhando online é produzindo conteúdo, pensando no médio/longo prazo.

Projetos como esses que visam exclusivamente o nicho de monetização têm vida curta, não geram reputação para que a pessoa se sustente por muito tempo.

Conheço muitos profissionais de internet que estão há anos vivendo de tudo o que ganham online, produzindo conteúdo. Mas não conheço nenhum desses novos que só trabalham com foco em “ganhar dinheiro”. Eles vêm e vão muito rápido.

6. Uma pesquisa mostrou que 73% dos usuários de internet consomem conteúdo multimídia (aqui). É por isso que você tem investido pesado na produção de conteúdos em vídeos? Poderia discorrer sobre isso?

Esta é uma tendência que percebo há vários anos e até considero o Youtube como a maior rede social. Particularmente estou investindo pesado há 2 anos na produção de vídeos, aprendendo como fazer, editar, escrever roteiros e tudo o mais que envolve esse formato.

Isso melhorou muito a interação com meu público, tenho mais visitas em meus vídeos do que nos artigos de apenas texto. É um pouco mais difícil produzir vídeos por conta da produção e edição (sem contar o tempo que leva para fazer o upload). Mesmo assim vale o esforço. A internet está mais rápida, os acessos em celulares crescem a cada dia e é muito mais confortável assistir um vídeo (ouvir um podcast – coloco o podcast na mesma categoria dos vídeos), para quem está com um celular, do que ler um artigo.

Mas há espaço para todos os formatos e é preciso atingir o seu público de todas as formas.

7. Podemos esperar alguma novidade no Ferramentas Blog até o final do ano? 
 
Já estou trabalhando nesta “novidade” e ela está no ar disponível para todos. Criei uma plataforma de cursos (incluindo cursos gratuitos) onde estou reunindo material denso, completo para quem quer ser um Blogueiro Profissional. Nesta plataforma, independente do FerramentasBlog.com que continuará com o conteúdo habitual, vou disponibilizar vídeo aulas em cursos específicos para este público empreendedor.

O endereço é http://blogueiro.pro

Já estão disponíveis alguns cursos como sobre criação de blogs no Blogger e WordPress (gratuitos) e um curso sobre Técnicas de SEO específicas para Blogs (voltado para a produção de conteúdo. Ainda tenho mais dois cursos para disponibilizar este ano.

O diferencial desde meu novo projeto é disponibilizar cursos segmentados para estratégias de criação de blogs, conteúdos para profissionalização, incluindo modelos de monetização, desenvolvimento e divulgação. Tudo com um custo mais acessível que a média de outros cursos do mercado online, mas sem deixar de oferecer conteúdo gratuito.

8. Para terminar, que mensagem você gostaria de deixar para os blogueiros que estão começando agora? 
 
O mais importante da internet é produzir conteúdo e poder contribuir com a construção de um conhecimento. Aprender a trabalhar de forma colaborativa é a grande dica que posso dar. Faça amigos, conheça pessoas, vá a eventos presenciais. É o que faz valer a penas este nosso trabalho e vai garantir longevidade para seus projetos. O dinheiro será natural.

Ouça uma entrevista que fiz anteriormente, ainda em 2012, com o Marcos Lemos

Download da entrevista

José Fagner Alves Santos

Este artigo faz parte da campanha #PEDAblogBR.