Em comemoração ao feriado municipal de 20 de novembro, a cidade de São Vicente vai abrigar a I Marcha Metropolitana da Consciência Negra da Baixada Santista.

Com o apoio da prefeitura e de várias entidades do Movimento Negro, o tema para este primeiro ano será: “Resistir, Sobreviver, Denunciar!”. A concentração está marcada para às 15 horas, na Praça Heróis de 32, no centro da cidade, partindo às 16 horas pela Avenida Embaixador de Pedro de Toledo, no Gonzaguinha, rumo à Vila de São Vicente.

O evento é realizado justamente no Dia Nacional dedicado a Zumbi, principal líder do Quilombo dos Palmares, símbolo da resistência e de luta contra a escravidão.

Histórico

A militância negra da década de 70 é a voz da nascente data política para o Brasil, que fazia uma releitura histórica através da adoção de Zumbi dos Palmares como herói nacional.

Estava em jogo a desconstrução do mito da liberdade concedida, substituído pela combatividade negra durante todo o período de escravização e pela denúncia da ação do racismo, do preconceito e da discriminação racial no Brasil.

O Grupo Palmares, fundado em 20 de julho de 1971, no Rio Grande do Sul, realizou uma série de atividades públicas – durante o regime militar – para evocação de ícones negros como Luiz Gama e Luiza Mahin. A reverência a Zumbi dos Palmares, ato de maior relevância daquele ano, ocorrera no Clube Náutico Marcílio Dias, em Porto Alegre, frequentado por negros e negras.

Em 1978, o 20 de Novembro foi elevado a Dia da Consciência Negra a partir da fundação do Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial (MNUCDR).

Desde então, o movimento negro brasileiro tem se empenhado para que esta data seja um Feriado Nacional. Enquanto isso não acontece, centenas de municípios vem aprovando o feriado municipal cidade a cidade.

Em Peruíbe, a lei foi criada em 2001, enquanto em São Vicente ela existe desde 2006. Praia Grande é a única cidade da região que ainda não deu importância a data.

Outras informações podem ser obtidas pelo: E-mail: comitê.[email protected]

Ou pelos telefones: 13 988028862 / 988096006 (Júlio),13 981150821 (Andreia), 13 997294201 (Thayany) 13 991511856 (Anália) ou 13 997822158 (Felipe)

Texto: Divulgação

Adição e Edição de Texto: Márcio Ribeiro

Imagens:  Divulgação e Reprodução

[email protected]

There are currently no comments.